Governo apoia 8ª edição do Prêmio de Jornalismo do Ministério Público do Acre

Há sete anos o Ministério Público do Acre (MPAC) realiza, anualmente, uma premiação destinada aos jornalistas locais, que desenvolveram reportagens cujas pautas estejam relacionadas com a defesa dos interesses da sociedade. Esse será o 8ª Prêmio de Jornalismo do MPAC, que ocorrerá no dia 12 de janeiro de 2018.

Em todas as edições do Prêmio, o governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) é parceiro do MPAC na divulgação do evento. Este ano não será diferente.

Segundo a secretária de Comunicação, Andréa Zílio, o Ministério Público Estadual tem uma importante atuação e função, mas também sempre buscou ir além de suas responsabilidades institucionais.

“O prêmio de jornalismo é uma dessas ações, que celebra as boas ações da instituição e o trabalho da imprensa acreana. O governo sempre atuou como um entusiasta e parceiro e esse ano não seria diferente, fazendo jus a relação respeitosa que o governador Tião Viana faz questão de manter”, explicou a secretária.

Para concorrer ao 8º Prêmio de Jornalismo do MPAC, é preciso que o trabalho seja inscrito até a próxima quarta-feira, 20.

“Esse ano o prêmio seguirá com o tema Transformando Cidadania em Notícia, com matérias de interesse à sociedade abordando as políticas públicas que contemplam as áreas de atuação do MPAC”, explicou a diretora de Comunicação do MPAC, Kelly Souza.

Souza ressalta ainda que o governo do Estado tem sido um parceiro dessa iniciativa, que visa valorizar e reconhecer o trabalho da imprensa e que o MPAC vem desenvolvendo muitas iniciativas em parceria com as instituições.

Categorias que concorrem

O Prêmio de Jornalismo do MPAC atenderá todas as mídias. As categorias que serão premiadas, são: jornalismo impresso, telejornalismo, radiojornalismo, webjornalismo, fotojornalismo e destaque acadêmico.

Convidado de honra

O convidado desta edição é o jornalista e historiador Fábio Menegatti. Jornalista profissional há 17 anos, Menegatti atua na Rede Record de Televisão em São Paulo e já participou de coberturas especiais na China, México e Haiti, além de ter feito a cobertura especial sobre a cheia do rio Madeira e o isolamento do Acre em 2014. Foi finalista do Prêmio Esso em 2015 e vencedor do Prêmio Associação Nacional dos Magistrados do Trabalho em Direitos Humanos (Anamatra) em 2014.

Marcelo Torres

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.