Google usa celulares antigos para monitorar desmatamento na Amazônia

Eduardo Hayashi

A plataforma de código aberto de aprendizado de máquina da Google, a TensorFlow, foi um dos elementos indispensáveis para auxiliar a comunidade indígena Tembé e a ONG Rainforest Connection a protegerem a Amazônia.

Em uma união de forças entre o Chefe Naldo Tembé e Topher White, CEO da Rainforest Connection, teve início, em 2014, um projeto para descobrir novas técnicas de utilizar recursos tecnológicos para reduzir o desmatamento ilegal que ocorre na Floresta Amazônica há mais de 80 anos.

A iniciativa resultou na elaboração de um sistema de vigilância que consiste, basicamente, na plataforma de aprendizado de máquina da API da TensorFlow, que, por sua vez, é responsável por captar e monitorar ondas sonoras registradas por celulares reutilizados, energizados por painéis solares posicionados estrategicamente no topo de árvores.

Veja mais no Google Blog

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.