AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Hábitos saudáveis geram aumento no consumo de produtos naturais

A busca por qualidade de vida, saúde e bem-estar vêm transformando o comportamento dos brasileiros. Essa mudança é bastante expressiva na alimentação. Uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) revela que as pessoas têm se alimentado de maneira mais saudável no país. A procura por produtos mais nutritivos cresceu em 32%. Já os alimentos de qualidade são preferência de 29% dos entrevistados.O aumento da demanda pela alimentação saudável provocou mudanças também no mercado de produtos naturais.

Segundo pesquisa realizada pela agência Euromonitor Internacional, divulgada em fevereiro de 2017, a venda de produtos naturais cresceu cerca de 12,3% ao ano, entre 2012 e 2016. Nesse período, o consumo de orgânicos foi o que mais evoluiu, com um avanço de 18,5%. Por consequência, a indústria de alimentos e bebidas saudáveis rendeu R$ 93,6 bilhões, em 2016, colocando o Brasil em quinto lugar no ranking dos principais países que atuam no setor.Na correria do dia a dia, nem sempre é possível manter uma alimentação balanceada, com todos os nutrientes que o corpo necessita. Sendo assim, muitas pessoas recorrem aos suplementos naturais.

Um estudo revelou que 54% dos brasileiros usam algum tipo de suplemento alimentar. A pesquisa foi encomendada por três importantes organizações do ramo: Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri) e Associação Brasileira das Empresas do Setor Fitoterápico, Suplemento Alimentar e de Promoção da Saúde (Abifisa). De acordo com a pesquisa, entre os suplementos mais procurados estão os minerais, aminoácidos, óleos, fitoterápicos, vitaminas, proteínas, melatonina 3mg, dolomita, ácidos graxos essenciais e nutricosmétios.

Veja mais no site da Exame

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: