Educa

Depressão pré-natal também afeta o bebê, aponta estudo

Estudo inédito indica que crianças nascidas de mães com o problema são mais sensíveis ao estresse

Um estudo publicado na semana passada no JAMA Network Open apontou que as mulheres da geração millennial – quem nasceu entre 1980 e 1995 – estão mais propensas a sofrer de depressão durante a gravidez do que as mulheres das gerações anteriores. Agora, outro estudo inédito indica que os sintomas da doença podem tornar os bebês mais sensíveis ao estresse. Os resultados foram publicados nesta quarta-feira na revista Psychoneuroendocrinology.

A equipe do King’s College London, na Inglaterra, acompanhou 106 gestantes a partir da 25ª semana de gestação; 49 delas receberam o diagnóstico de depressão, mas não tomaram medicamento para tratar o distúrbio. Para verificar se as participantes apresentavam sintomas clínicos da doença – inflamações e maior produção de cortisol (hormônio do estresse) – foram coletadas amostras de sangue e saliva.

Saiba mais no site da Veja

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: