Professores do campo participam de última etapa do programa Escolas das Terras

A última formação das Escolas das Terras, Águas e Florestas aconteceu na sexta-feira, 16, na Universidade Federal do Amapá (Unifap), com término no sábado,17. Durante o ano, profissionais da educação municipal foram capacitados com um curso que promove um olhar pedagógico diferenciado para atender os mais de 2 mil alunos do campo da rede municipal de ensino.

 

Foram 130 professores formados durante os três módulos do curso. Eles participaram de exposição de trabalhos, palestras, oficinas, tudo voltado para a educação do campo das escolas municipais das regiões do Bailique e Pacuí. Os módulos foram divididos entre os polos e contou também com o intercâmbio entre as zonas urbana e rural. Todas as atividades foram coordenadas por doutores, mestres e especialistas da Unifap.

 

“Quando falamos de educação do campo, os números nos mostram uma realidade muito complicada. Por isso, é importante darmos atenção a este segmento educacional, que possui uma realidade diferenciada da zona urbana, que precisa ser respeitada. As parcerias com a universidade sempre foram muito proveitosas para os nossos professores e técnicos, e esperamos que ela possa perdurar por muito tempo ainda”, ressaltou a secretária de Educação, Sandra Casimiro.

 

Essa formação se trata de uma parceria entre Unifap e Secretaria Municipal de Educação (Semed), com foco na alfabetização e letramento das crianças do campo, com novas metodologias de acordo com a realidade de cada região. Os resultados já são percebidos, segundo o professor Rilton Figueiredo, da Escola Santa Luzia do Pacuí. “Apresentamos alguns resultados do trabalho que desenvolvemos a partir do curso aqui hoje, e eles foram percebidos rapidamente na sala de aula assim que aplicamos as metodologias ensinadas pelos professores. É realmente muito bom ter a oportunidade de participar desse tipo de capacitação fornecida por parcerias muito benéficas entre as instituições de ensino e o governo municipal”, destacou.

 

A partir de agora, a expectativa é de renovação desta parceria para atender mais professores de comunidades como Carapanatuba, Macapá Rural, Pedreira e Maruanum.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.