Educa

Trump e Kim se reúnem em busca de negociar paz e desnuclearização

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reuniram-se hoje (27), em Hanói, no Vietnã. No encontro, temas como ações concretas para paz, desnuclearização da Península Coreana e suspensão de sanções à Coreia do Norte. É a segunda vez, em oito meses, que os dois se encontram.

Kim e Trump apertaram as mãos e sorriram em seu primeiro encontro no Sofitel Legend Metropole Hotel, em Hanói. Na sala onde estavam, havia bandeiras dos Estados Unidos e da Coreia do Norte. Em seguida, eles jantaram e abriram as reuniões que se estenderão até amanhã (28).

Os dois líderes posaram de pé para foto oficial, antes do jantar. Kim e Trump conversaram por cerca de 20 minutos a portas fechadas, na presença de assistentes e tradutores.

A segurança foi reforçada perto dos hotéis, cercada por policiais armados e soldados, além de jornalistas e espectadores internacionais esperando ter um vislumbre dos dois líderes.

Potencial

Trump afirmou que a Coreia do Norte tem um grande potencial econômico que é inacreditável e ilimitado. Acompanhado pelo secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, e chefe de gabinete da Casa Branca, Mick Mulvaney, o norte-americano ampliará as reuniões amanhã.

Do lado norte-coreano, a comitiva é formada por Kim Yong Chol, irmã caçula do líder e vice-presidente do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia (WPK), e Ri Yong Ho, membro do Comitê Central da WPK e ministro das Relações Exteriores.

“Como os principais partidos (da questão da Península Coreana), a Coreia do Norte e os EUA devem tomar medidas com base no respeito mútuo e se encontrarem no meio do caminho, levando em conta e acomodando as preocupações razoáveis um do outro”, disse Lu Kang, do Ministério das Relações Exteriores da China.

Primeiro encontro

O primeiro encontro de Trump e Kim ocorreu em junho de 2018, em Cingapura, quando o norte-americano se comprometeu fornecer garantias de segurança à Coreia do Norte, enquanto o norte-coreano reafirmou sua determinação na desnuclearização.

Observando que “esforços e paciência” foram necessários mais do que nunca no período que passou, Kim disse estar convencido de que eles podem criar um “resultado que todos receberão” em seu segundo encontro com Trump.

Havia alguma desconfiança e incompreensão no caminho dos dois líderes, Kim disse, mas eles superaram os obstáculos para se encontrar novamente em Hanói em 260 dias ou mais.

Trump disse que espera que seu encontro com o líder da RPDC seja “igual ou maior” do que sua primeira cúpula.

* Com informações da Xinhua, agência pública de notícias da China

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: