Livro sobre trajetória musical de Nonato Leal será lançado nesta terça, 30

Com 84 anos de carreira, o músico Nonato Leal lançará nesta terça-feira, 30, o livro Mestres da Música: Nonato Leal. A obra faz parte de uma série de livros de partituras sobre a música instrumental produzida no Amapá com a realização da Prefeitura de Macapá e é voltada aos principais melodistas e apreciadores da música, estudantes e pesquisadores.

O livro é uma publicação da Prefeitura de Macapá, coordenada pela Fundação Municipal de Cultura (Fumcult), com a direção artística de Alan Gomes, também responsável pelas transcrições das partituras musicais.

Nonato recebe homenagem no Projeto Viola enluarada

Sobre Nonato Leal

 Raimundo Nonato Barros Leal ou Nonato Leal nasceu no dia 23 de julho 1927, na cidade de Vigia (PA). O professor, músico e compositor, aos 8 anos de idade, iniciou com seu pai sua vida musical. Com 10 anos se apresentava ao público pela primeira vez tocando violino. Aos 13 anos, começou a tocar banjo e, aos 15, bandolim, violão tenor e viola. Aos 18 anos, iniciou o aprendizado de violão. Com 19, compôs a primeira música, chamada “Tauaparanassu”.

Participou da Semana de Arte Amapaense em 1981 e 1984. Em 1958 fez vários programas nas rádios Dragão do Mar, Verdes Mares e Uirapuru, no estado do Ceará. Compôs vários samba-enredo para diversas escolas de samba do Amapá. Em 1982 e 1983 participou dos recitais de violão da Rede Nacional da Música (Funarte). Em 1987 participou também do recital didático Vi Lobos, curso de violão do Sesc. Foi professor de violão na Escola de Música Walquíria Lima, de 1970 a 1988.

O músico lançou 2 CD’s, sob a direção de Manoel Cordeiro, chamados de Lamento Beduino e Coração Popular. Um programa de televisão chamado De Pai Pra Filho, que tinha com o seu filho Venilton Leal, deu origem ao CD de mesmo nome. Todos com estilo instrumental.

 

Serviço

Data: 30/07 (terça-feira)

Hora: 16h

Local: Praça Floriano Peixoto

Endereço: Avenida Antônio Coelho de Carvalho, Centro

 

Cássia Lima

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: