Luau na Samaúma, edição de Natal, encerra temporada 2019

Com arte, gastronomia, oportunidades de negócio e shows musicais, o Luau na Samaúma, edição de Natal, encerrou, na noite da última sexta-feira (13), a sua temporada 2019. O evento multicultural, realizado na Praça Samaúma, em frente à Procuradoria-Geral de Justiça – Promotor Haroldo Franco – do Ministério Público do Amapá (MP-AP), cumpriu a promessa de fomentar a economia criativa; ocupar o espaço público pela população e promover lazer e cultura.

O Luau na Samaúma é promovido pelo MP-AP, Prefeitura Municipal de Macapá (PMM), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AP) e Governo do Amapá, por meio da Secretaria de Estado da Cultura (Secult). A parceria com esses entes, que já ocorre desde as edições anteriores, contribuiu mais uma vez na consolidação do evento, oferecendo uma programação variada que agradou ao público presente.

A noite foi literalmente iluminada pelas luzes instaladas do prédio do MP-AP a Praça Samaúma, chamando a atenção das famílias que vieram apreciar a programação recheada pela música, arte e gastronomia amapaense. Cumprindo um papel de motivador da economia local, o Luau também reuniu empreendedores e ajudou mais uma vez a aquecer a geração de renda no fim de ano.

Uma rede de trabalhadores e artesãos locais, cadastrados previamente, tiveram espaço para a comercialização de seus produtos. O fomento da economia criativa e independente é uma das marcas fortes do evento desde a sua concepção e tem propiciado muitas possibilidades de negócio, fazendo o público conhecer os artigos e serviços oferecidos no Estado.

Literatura e programação infantil

O Luau dedicou uma programação especial para as crianças, que com muita alegria e entusiasmo assistiram contações de histórias de Natal e o espetáculo infantil “Buiando na Antranet”, além de participarem de oficina de MiniChef. Em um momento muito especial da noite, o Papai Noel chegou para fazer a alegria de centenas de crianças.

Sempre abrindo espaço para a literatura e a poesia amapaense, nessa edição o Luau contou com uma tenda literária com exposições e comercialização de livros e declamações poéticas, recebendo um grande público visitante desses trabalhos. O poeta e promotor de Justiça Mauro Guilherme também aproveitou a programação do evento para lançar o seu livro “Poesia de Rio”.

Feiras, exposições e gastronomia

Com a ajuda dos parceiros do evento foram montadas feiras e exposições, possibilitando aos expositores a comercialização de seus trabalhos e produtos. Fizeram parte da atividade a feira afro e o “Projeto Mulheres que Fazem”, discos de vinil e sons retrô, exposições de artes plásticas, feira de plantas e feira de produtos do campo.

A gastronomia do luau foi muito variada, atendendo todos os gostos, com Food Trucks, feira gastronômica, coquetelaria e muitos outros.

Atrações musicais

O Coral Anjos da Guarda, da Banda da Guarda Civil Municipal de Macapá fez a abertura das atrações artísticas da noite. Com canções de natal chamaram a atenção do público que já se fazia presente e também os passantes que começavam a lotar a Praça Samaúma. Na sequência, a Banda Mirim do Exército e a Orquestra das Forças Armadas emocionaram com músicas natalinas.

Os músicos Nonato Santos, João Amorim, Amadeu Cavalcante e banda Sambarte completaram a noite de festa com músicas que reuniram muitos amigos e familiares em torno do palco, sendo uma das principais missões do evento organizado pelo Ministério Público do Amapá.

O show do cantor amapaense Amadeu Cavalcante teve uma homenagem especial ao álbum “Sentinela Nortente”, obra de Osmar Júnior e interpretada pelo cantor amapaense. Esse ano o CD completou 30 anos de lançado, sendo um marco da música regional, com músicas que ainda hoje fazem sucesso com o público.

Assim como nas três edições anteriores, a sociedade amapaense compareceu ao Luau de Natal e reforçou o evento no calendário cultural de Macapá.

“Ficamos felizes em realizar esse lindo evento e ver as famílias frequentando a Praça da Samaúma. Essa é a nossa finalidade. Isso só foi possível com a união de forças entre MP-AP, PMM, Sebrae/AP e Secult, que resultou nessa linda programação que tanto agradou ao público”, manifestou Ivana Cei.

Elton Tavares

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: