Pontos turísticos, referências e identidades da capital amapaense

Educa

A cidade de Macapá é a única capital brasileira banhada pelo rio Amazonas e possui pontos turísticos que revelam beleza arquitetônica, história, cultura e religiosidade, como a Fortaleza de São José de Macapá, erguida entre os anos de 1764 e 1782, projetada pelo engenheiro Antônio Henrique Gallúcio. É considerada pelos macapaenses uma das maiores referências por seu valor arquitetônico, histórico e cultural.

O Marco Zero do Equador é a indicação exata da latitude zero, onde passa a linha imaginária que divide o planeta em dois hemisférios: Norte e Sul, onde é possível assistir ao fenômeno do equinócio, quando a luz solar encaixa perfeitamente ao círculo aberto do monumento a 30 metros de altura e projeta a linha imaginária do Equador sobre o solo, o qual acontece nos meses de março e setembro. Com a finalidade de valorizar a produção dos artesãos macapaenses, a Casa do Artesão e do Índio é um importante ponto turístico para a aquisição de lembranças da cidade e geração de renda e negócios para os empreendedores locais.

Ainda sobre os aspectos arquitetônicos destacam-se a Igreja de São José – monumento mais antigo da cidade, sua construção data do século XVIII, inaugurada em 6 de março de 1671 com a presença de Dom Frei Miguel de Bulhões, membro da Companhia de Jesus, ordem religiosa que iniciou a catequese na Amazônia; e o  Museu Histórico do Amapá Joaquim Caetano da Silva – criado pelo Decreto nº 112 de 16/11/1990, sendo determinada como sua sede o prédio secular da antiga Intendência de Macapá. O nome do museu é uma homenagem ao médico e diplomata gaúcho Joaquim Caetano da Silva, autor da obra L’Oyapoc et L’Amazone (1861) e está fechado desde 2014.

Outro museu da cidade é o Sacaca, criado com a finalidade de divulgar as riquezas naturais do Amapá, como as espécies de fauna e flora do território, as amostras de minérios e madeiras do território aos visitantes, pessoas de outras cidades e estudantes da rede pública. Também tem o Trapiche Eliezer Levy, sendo um ponto turístico de Macapá inaugurado na década de 1940; e o Estádio Milton de Souza Corrêa, o Zerão, inaugurado em outubro de 1990. O apelido do estádio se deve ao fato de que a linha de meio de campo coincide exatamente com a linha do Equador, fazendo com que cada time jogue em um hemisfério.

Além dos aspectos físicos, o professor de história das redes pública e privada ensino Aroldo Vieira aponta aspectos naturais e imateriais de identidades e referências da capital Macapá e de outros municípios do estado. “O Marabaixo, o Batuque, as festas religiosas como o Círio, a de São Tiago, em Mazagão Velho, a cultura indígena, os muitos quilombos, as Áreas de Proteção Ambiental, ecossistemas, a presença material da colonização com a Fortaleza, a Igreja de São José, a Vila de Serra do Navio, a Base Aérea de Amapá, a mestiçagem como traço marcante do nosso povo e, claro, o imponente rio Amazonas”.

Já nos aspectos naturais e de biodiversidade, a cidade possui o Bioparque da Amazônia – maior parque em área urbana da Região Norte, que tem às terças-feiras entrada gratuita para toda a população. E não podemos esquecer do balneário do Curiaú, localizado a 8 quilômetros da sede da capital, habitado por comunidades formadas por antigos escravos trazidos no século XVIII para a construção da Fortaleza de São José de Macapá. Foram eles que fundaram a Vila do Curiaú e as demais comunidades da região, como a Lagoa dos Índios, que existe desde 1802, serviu de refúgio para negros que escapavam da escravidão. O quilombo da Lagoa dos Índios se localiza em preservada área de ressaca e possui uma extensa área verde.

Falando de balneário, não podemos esquecer do da Fazendinha, praia fluvial, tendo em vista que é banhada pelo rio Amazonas. A paisagem é belíssima e a região da Fazendinha é agradável. Fica a cerca de 16 km de Macapá da capital do estado. O aniversário de Macapá terá cinco dias de festa que começa no dia 31 de janeiro, sexta-feira.

Cliver Campos

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.