Bioparque da Amazônia abrirá as portas em comemoração ao aniversário de Macapá

Educa

Nesta terça-feira, 4, Macapá completa 262 anos. Para oferecer mais opções para a população aproveitar esse feriado em contato com a natureza, a prefeitura manterá o funcionamento habitual do Bioparque da Amazônia.

“Já que o Bioparque tem recebido um fluxo significativo de pessoas, não poderíamos deixar de oferecer essa opção para o público no dia do aniversário de Macapá. O espaço tem contribuído para estreitar o contato da população com a natureza”, disse a chefe de Gabinete do Bioparque, Tatiana Costa.

O Bioparque oferece trilhas ecológica e terrestre para a prática de caminhadas e passeios com auxílio de guarda-parques.

As trilhas são:

Guarda Parque: 4 quilômetros;

Ressaca: 700 metros, terrestre;

Sacaca: 700 metros, terrestre;

Ressaca do Tacacá: 2,6 quilômetros, aquática;

Onça: 330 metros, terrestre;

Pau-brasil: 330 metros, terrestre.

Outros espaços também poderão ser visitados como:

– Logradouros das Aves, dos Macacos, das Antas e das Tartarugas;

– Tirolesa com 10 m de altura e 270m de extensão;

– Ecótono: visualização do encontro entre ecossistemas formado por floresta de terra firme, cerrado e campos inundados (áreas de ressaca);

– Jardim Sensorial: espaço acessível para locomoção de pessoas com deficiência física e locomoção reduzida, com um quilômetro de extensão, superfície tátil fixada no chão e cordas para guiar deficientes visuais;

– Orquidário -Memorial das Orquídeas de Teresa Leite Chaves: o orquidário abriga 242 espécies nativas de orquídeas e 74 de bromélias;

– Meliponário: local para criação de abelhas sem ferrão, acessado por meio de uma trilha;

– Casa da Árvore: construída a 3 metros do chão, o espaço poderá ser utilizado por crianças, com capacidade de até 15 pessoas;

– Deck Panorâmico;

– Redário;

– Slack park;

– Teatro e parque infantil;

– Jardim Amazônico: com cascata e Poço da Mãe D’água;

– Jardim dos Poetas.

Além da gratuidade às terças-feiras, idosos acima de 60 anos, crianças de até 5 anos e pessoas com deficiência têm direito a entrada gratuita. Professores da rede pública municipal, estadual e privada, estudantes, crianças de 6 a 12 anos, acompanhantes de pessoas com deficiência, cadastrados no CadÚnico, doadores regulares de sangue, portadores de câncer e doenças degenerativas, pessoas com transtorno do espectro autista têm direito à meia-entrada. Os demais grupos pagam uma taxa de entrada única, de R$ 10,00.

O parque funciona de terça a domingo das 9h às 17h.

Mônica Silva

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.