Prefeitura de Macapá registra redução de 75% de casos de dengue na capital

Dados do último Boletim Epidemiológico apontam uma redução de 75% dos casos de dengue de janeiro até a segunda semana de março deste ano, comparados com o mesmo período de 2019. Até 9 de março, o município registrou 6 casos confirmados da doença. No mesmo período de 2019, foram 24 casos.

Josean Silva, diretor da Vigilância Ambiental, explica que, mesmo com a diminuição de casos, a população deve manter o alerta, principalmente por conta do período chuvoso, quando a quantidade de criadouros tende a aumentar. “Vivemos em uma área endêmica e estamos em um período de intensas chuvas. Mesmo com uma redução considerada de casos, a população deve intensificar as medidas preventivas, como a eliminação de materiais que sirvam de criadouro para o mosquito”.

Para intensificar o combate ao Aedes, a Secretaria Municipal de Saúde realiza até 18 março o 2º ciclo do LIRAa em todos os bairros da capital. De acordo com o último levantamento, Macapá está em médio risco para infestação, sendo que o maior número de criadores (55,8%) ainda é encontrado no lixo descartado de forma irregular e outros resíduos sólidos.

“O descarte incorreto de garrafas, tampinhas, vasilhas, copos descartáveis, depósitos de água, como baldes e tambores, representam grande perigo e a maior parte dos criadouros. O morador precisa contribuir, fazer uma inspeção semanal no seu terreno, e não fazer o descarte desses materiais no meio ambiente”, conclui Josean.

Até o momento, mais de 60 mil visitas domiciliares foram realizadas. Para agendar a ida de um agente de endemias, a Secretaria de Saúde mantém o Disk Mosquito (99121-1641).

Jamile Moreira

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: