AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Covid-19: Famílias da Baixada Pará em Macapá pedem socorro

Quando começou a PANDEMIA eu fiquei com muito MEDO, quem me conhece sabe que eu já tive uma série de problemas de saúde e mesmo estando tomando meus remédios em dia eu me enquadro no grupo de risco, então resolvi me isolar mesmo.

Sou uma pessoa bem conhecida e meus amigos ao saberem que eu estava passando necessidade, começaram a mandar alimentos pra mim e minha família, e sempre que chegava nós dividíamos com outras pessoas que precisam.
Eu não queria nem chegar perto das pessoas, até fugi aqui da baixada, pois vinha muita gente necessitada me procurar, então fui me isolar lá nos Congós, na casa do meu parceiro Izam Cabreiro, que estava fazendo entrega de cestas na sua comunidade (CASP/CUFA).

Os alimentos continuavam chegando, a mamãe fez uma listinha das amigas dela com 12 mulheres, eu vi o corre do Izam na sua comunidade, vi que a minha imunidade tava boa pois até agora eu não peguei nem uma gripe, então resolvi me encher de coragem e encarar meu destino. EU SOBREVIVI ATÉ AQUI NÃO FOI POR ACASO. Penso.

Foi só arregaçar as mangas que a coisa ganhou essa proporção toda. No dia das mães a Wanda trouxe 12 cestas e aí acendeu a chama, o Amapá Solidário nós presenteou com 50 cestas, os amigos mandaram 10 outras cestas, dinheiro caiu na conta para montar mais 20 e muita gente se alimentou desse ato de amor e coragem.

Agora minha gente, nossa lista já ultrapassou número de 200 famílias que precisam muito. Nesta imagem que estou compartilhando tenho as próximas 5 mães da fila. São mulheres que trabalhavam como diarista, todas têm filhos, todas precisam. Para montar estas 5 cestas preciso de R$300,00 e vem adubada com mistura e tudo. 😋
Então mais uma vez peço aos amigos, nos ajudem, nossa causa é séria e toda a ajuda é bem vinda, se vc tem um quilo de arroz pra doar, traga, se vc tem R$10,00 sobrando, traga ou deposite pra gente e saiba que se um dia vc precisar de minha ajuda e eu estiver vivo nesta terra eu terei todo o prazer de estender a mão.

Essa vida é uma troca, quando você cuida do outro, você cuida de você também. Eu tô cuidando dessa galera e tô cuidando de mim também e meu maior MEDO hoje é de ver minha gente passar FOME, não verei. Amém.

Com amor, Joca. 

NÃO ESQUEÇA DE COMPARTILHAR POR FAVOR, SÓ ASSIM CHEGA AOS OLHOS DE QUEM PODE AJUDAR.

#SOSBaixadaPará
ZAP 96 974002197

Conta 1- Corrente
Banco do Brasil
Ag. 2825-8
C.C. 40.767-4
Gleicy dos Anjos Oliveira

Conta 2 – Poupança
Caixa Econômica
Ag. 2807 OP. 013
C.P. 41396-2
EZEQUIAS FERREIRA TAVARES
CPF. 818.549.862-87

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: