AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Planeta “perdido” teria se chocado com outro corpo semelhante

Estudo apoiado em imagens do Hubble propõe que o comportamento estranho de Fomalhaut b seria explicado por uma colisão com outro planeta do mesmo sistema

O que os astrônomos pensavam ser um planeta além do Sistema Solar agora aparentemente desapareceu de vista. Embora isso aconteça na ficção científica, como o planeta natal do Super-Homem, Krypton, que explodiu, os astrônomos estão procurando uma explicação plausível.

Uma interpretação é que, em vez de ser um objeto planetário de tamanho completo, fotografado pela primeira vez em 2004, poderia ser uma vasta nuvem de poeira em expansão, produzida em uma colisão entre dois grandes corpos na órbita da brilhante estrela vizinha Fomalhaut, a cerca de 25 anos-luz da Terra. Observações potenciais de acompanhamento podem confirmar essa conclusão extraordinária, abordada em artigo publicado na revista “Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS)”.

Veja também:

Amapá tem agora 457 casos confirmados e 819 em análise laboratorial

Quem tem auxílio emergencial negado pode fazer nova solicitação

“Essas colisões são extremamente raras e, portanto, é um grande negócio conseguirmos ver uma”, disse András Gáspár, da Universidade do Arizona em Tucson (EUA). “Acreditamos que estávamos no lugar certo e na hora certa para testemunhar um evento tão improvável com o Telescópio Espacial Hubble.”

Telescópio capta choque de planetas a mais de 300 anos-luz da Terra
“O sistema Fomalhaut é o laboratório de testes definitivo para todas as nossas ideias sobre como os exoplanetas e os sistemas estelares evoluem”, acrescentou George Rieke, do Observatório Steward da Universidade do Arizona, coautor do estudo. “Temos evidências de tais colisões em outros sistemas, mas nada dessa magnitude foi observado no Sistema Solar. Esse é um esquema de como os planetas se destroem.”

Veja mais no Revista Planeta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: