Covid-19: Força-tarefa do Estado já fiscalizou mais de 2,1 mil estabelecimentos comerciais em junho

Fiscalizações são permanentes e acontecem todos os dias da semana. Agentes têm como base o decreto que mantém o isolamento social e determina condições para a reabertura gradual do comércio.

Como medida de prevenção à covid-19, uma força-tarefa do Governo do Amapá já fiscalizou 2160 estabelecimentos comerciais, somente no mês de junho. As inspeções são realizadas pelas equipes de Núcleo de Vigilância Sanitária da SVS, com apoio da Polícia Militar e agentes de saúde pública, eles têm como base o Decreto estadual 1878 que mantém o isolamento social e determina condições para a reabertura gradual do comércio.

Trata-se de uma ação contínua, que iniciou ainda em abril e, desde então, já fiscalizou mais de 5 mil estabelecimentos. Com a reabertura gradual das atividades comerciais, as fiscalizações foram estendidas para todos os dias da semana, inclusive aos domingos, com foco em balneários.

Veja também:

Tipo sanguíneo e genes estão ligados à covid-19 grave, mostra estudo

Amapá tem 21.840 casos confirmados, 9.269 em análise laboratorial, 9.521 pessoas recuperadas e 359 óbitos

Orientações sobre denúncias de fraudes no Auxílio Emergencial

O chefe do Núcleo de Vigilância Sanitária, Roberto Malcher, frisa que é fundamental manter as pessoas conscientizadas no combate ao coronavírus.

“Com a reabertura gradual do comércio é necessário manter a equipe da vigilância sempre atuante, a tendência é as pessoas procurarem os estabelecimentos, por isso cabe a nós reforçar a orientação dos consumidores e das empresas para que sejam conscientizados que ainda precisamos combater o vírus. É fundamental que a população participe”, frisou Malcher.

Ambientes que não têm autorização para funcionar, como balneários, estão sendo fechados com apoio da força de segurança.

Nos estabelecimentos autorizados a funcionar, como supermercados e comércios, os agentes avaliam o cumprimentos das medidas de segurança – como o uso de máscaras e o distanciamento entre as pessoas vêm sendo cumpridas.

Em casos de descumprimento das normas ou tentativa de impedir o trabalho dos agentes, serão aplicadas medidas que podem resultar até no fechamento do estabelecimento comercial.

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: