AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

STF tira do ar site Fui Vazado, usado em consultas de vazamento de dados

Rafael Arbulu

O Supremo Tribunal Federal (STF) ordenou que o site Fui Vazado fosse tirado do ar. A ordem foi emitida na última quarta-feira (3) e assinada pelo ministro Alexandre de Moraes. Desde o início desta segunda-feira (8) cedo, qualquer pessoa que tentar acessar a página encontra a mensagem de “Acesso negado” e a explicação de que “este site está usando um serviço de segurança para se proteger de ataques online”.

O Fui Vazado permitia que internautas consultassem se a própria segurança foi violada, considerando o vazamento de dados de 220 milhões de brasileiros no início do mês, que rendeu uma investigação por parte da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD).

Segundo matéria publicada no UOL, o fechamento do site foi executado pela Polícia Federal, que não comentou a decisão judicial à reportagem. Também foi procurado o desenvolvedor do site, Allan Fernando Armerlin da Silva Moraes, de 19 anos, mas ele não pôde ser encontrado. Segundo o despacho, além do Fui Vazado outras três plataformas de funcionamento similar foram desativadas pela PF – estas, segundo as autoridades, foram localizadas em “fóruns da deep/dark web”.

Veja mais no Olhar Digital

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: