Japão inicia vacinação, “1º grande passo” para acabar com a covid-19

Imunização é vista como essencial para a realização da Olimpíada

Japão iniciou sua campanha de vacinação contra covid-19 nesta quarta-feira (17) com a aplicação da vacina da Pfizer-BionTech a funcionários de hospitais de Tóquio, enquanto o primeiro-ministro Yoshihide Suga tenta superar as adversidades para realizar a Olimpíada de Tóquio este ano.

Funcionários do Centro Médico de Tóquio foram alguns dos primeiros dos 40 mil profissionais de saúde a receberem as doses iniciais da vacina. Depois deles virão 3,7 milhões de outros profissionais da área, e mais tarde 36 milhões de pessoas de 65 anos e mais.

“Este é o primeiro grande passo para acabar com o coronavírus”, disse o vice-ministro da Saúde, Hiroshi Yamamoto, a repórteres no hospital depois de as primeiras vacinas serem administradas.

Suga disse que a distribuição da vacina será essencial para o sucesso da Olimpíada, adiada no ano passado e reagendada para começar no final de julho.

Veja também:
Estudantes brasileiros ganham oportunidade de estudos na Nova Zelândia
Covid-19 pode ser classificada como doença ocupacional? Nota técnica explica
Hackers da Coreia do Norte tentam roubar vacina contra covid-19, segundo Coreia do Sul

O governo pretende obter vacinas suficientes para seus 126 milhões de habitantes até meados de 2021. Uma distribuição completa pode levar um ano, disse ontem (16) o chefe do programa de vacinação, Taro Kono.

Há temores de que milhões de doses da vacina Pfizer-BioNTech sejam desperdiçadas devido à falta de seringas especiais necessárias para maximizar a quantidade de doses de cada frasco.

O Centro Médico de Tóquio disse que, por ora, tem suprimentos suficientes das seringas de espaço morto baixo necessárias para extrair seis doses de cada frasco, e que planeja inocular 60 pessoas por dia a partir desta quinta-feira (18) para minimizar a quantidade de vacina que poderia ser desperdiçada e monitorar as pessoas que receberem uma dose.

Reuters

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: