Promotoria do Urbanismo reúne com Secult e Seinf para tratar de reabertura de equipamentos culturais

O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Justiça de Urbanismo, Habitação, Saneamento, Mobilidade Urbana, Eventos Esportivos e Culturais de Macapá reuniu-se na data de hoje (15), com os secretários de estaduais de Cultura (Secult), Evandro Milhomem, e de Infraestrutura (Seinf), Alcir Matos, para tratar da reforma e revitalização de alguns equipamentos públicos de interesse cultural que atualmente encontram-se fechados.

Na ocasião, foram apresentados pela Seinf os projetos para reforma do Sambódromo, Teatro das Bacabeiras e Escola de Arte Cândido Portinari, entre outros.

Alcir Matos esclareceu que a reforma do Teatro das Bacabeiras já iniciou e acontecerá por etapas, começando por banheiros e hall de entrada, com substituição de assentos e sistema de ar-condicionado, revitalizando toda a sua parte interna. Por fim, será feita a reforma da parte externa, com previsão de entrega para meados de 2022.

Quanto ao Sambódromo, o secretário da Seinf informou que há um projeto para reforma e construção de novas arquibancadas de concreto, mas, que pelo tempo necessário para contratação, não seria possível sua utilização para o Carnaval de 2022.

Na reunião, foram também explanados os planos para a área de entorno da Fortaleza de São José, que deve passar também por revitalização, bem como a antiga residência oficial do governador.

“Temos um projeto para criação de um novo espaço na antiga residência oficial, com exposição de obras de artes e de acervo relacionado ao Governador Janary Nunes, dando uma nova finalidade àquela área”, informou o secretário Evandro Milhomem.

O promotor de Justiça titular da Promotoria de Urbanismo, André Araújo, destacou a importância da entrega, o quanto antes, de tais equipamentos, pois o período de pandemia prejudicou muito a área da cultura e, esses espaços, se já disponíveis, poderiam ajudar na recuperação do setor.

A Promotoria deve manter a agenda de reuniões com Seinf e Secult para acompanhar os projetos mencionados.

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: