Programação da 21ª Parada do Orgulho LGBTQIA+ tem Torneio “Bruno Oliveira de Vôlei”

O evento faz parte da programação da 21ª Parada do Orgulho LGBTQIA+. O torneio tem o intuito de proporcionar a oportunidade de vivenciar a paz, a amizade, o respeito às diferenças e o bom relacionamento. Para participar será cobrado um o valor  simbólico de R$ 10 por atleta  mais Informações: (96) 981265753 – com Richard Monteiro coordenador do evento.    Premiação em dinheiro para os 1ª, 2º e 3ª colocados.

Para o Coordenador Geral da 21ª Parada, Bryan Oilveira, “esse evento é momento de desporto, mas também é uma resposta aos ataques que nosso segmento sofre dentro do esporte, também um momento de acolhimento e confraternização.  São 21 anos de uma construção coletiva, fruto da coragem, hasteando a bandeira arco-íris e enfrentando a discriminação de outros tempos. Além de movimentar a economia e o mercado local, os eventos promovem a cidadania e oferecem um espaço de diálogo acerca da necessidade de se respeitar a vida e a essência de irmãs e irmãos componentes da plural sociedade amapaense”, explicou o coordenador.

Quem foi Bruno Oliveira?

Bruno Oliveira, nasceu em Macapá, no ano de 1996. Era atleta de voleibol, e começou no esporte ainda criança, com 9 anos de idade, nas quadras de areia do complexo do Araxá. Participou de todas as categorias de base do voleibol no estado, e representou o Amapá em diversas competições nacionais e internacionais (Guiana Francesa). Em 2013 foi campeão brasileiro dos jogos escolares pelo colégio NAE, trazendo uma vitória inédita para o esporte local, além de ter sido vitorioso em todas as categorias de voleibol do Amapá. (Como ele dizia: “Eu tenho currículo gata! 🤷🏻♂️”). 

O atleta Bruno, era apaixonado pelo carnaval, tinha o Piratas da Batucada como sua escola de coração, por ter nascido e vivido no bairro do trem. Ele também participou de grupos de quadrilha, onde fez muitos amigos que o adoravam. Jogou vôlei de praia e voleibol de quadra, e era um assíduo frequentador das peladas de vôlei que existe em Macapá e até pelas cidades vizinhas. Era um dos mais habilidosos jogadores no fundo de quadra que o Amapá já possuiu, embora sua baixa estatura para jogar no cenário nacional, ele conseguia se sobressair como um bom ponteiro passador. Era conhecido pelo seu carisma e alegria. Infelizmente nos deixou ainda tão jovem, com apenas 24 anos, durante a pandemia em janeiro desse ano de 2021. 

Serviço

Data: 19/11, 

Horário:  19h 

Local: Praça Adamor Picanço, atrás do superfacil do Beirol

Quarteto de vôlei de praia 

Premiação em dinheiro para os 1o, 2o e 3o colocados

Inscrição: 10 reais por atleta 

Informações: (96) 981265753 – Richard Monteiro

Coordenador Geral da 21ª Parada do Orgulho LGBTQIA+, Bryan Marques: (96) 98121-0594

E-mail: [email protected]

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: