Unidade de Acolhimento recebe menores para acompanhamento terapêutico e protetivo

Espaço funciona 24 horas e recebe crianças e adolescentes com necessidades decorrentes do uso de drogas.

A Unidade de Acolhimento Infantojuvenil Recomeço (UAiR), coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), é a primeira do segmento em toda a Região Norte e faz parte do Complexo da Criança, localizado no bairro Pedrinhas. O espaço é voltado ao atendimento de crianças e adolescentes de 10 a 18 anos incompletos com necessidades decorrentes do uso de drogas.

Por meio da unidade é possível intensificar, ampliar e diversificar as ações orientadas para prevenção, promoção da saúde, tratamento e redução de riscos e danos referentes a desafios relacionados a substâncias psicoativas (SPAs), como explica o psicólogo da unidade, Miguel Gil.

“Vamos proporcionar o acolhimento voluntário e cuidados contínuos para pessoas com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, que estejam em situação de vulnerabilidades social e familiar e que demandem acompanhamento terapêutico e protetivo. Aqui garantimos os direitos de moradia, educação e convivência familiar e social”, ressalta o psicólogo.

A unidade funciona 24h e recebe os encaminhamentos do Centro de Atenção Psicossocial Infantojuvenil (CAPSi), que também funciona no Complexo Macapá Criança, no horário das 8h às 12h e das 14h às 18h. Orientações sobre o serviço podem ser solicitadas através do telefone (96) 99970-5100. O número também funciona para chamadas via WhatsApp.

Estrutura

O local é adequado para desenvolvimento de atividades terapêuticas. Possui quartos coletivos para quatro pessoas cada, cozinha, banheiros, área de serviço, sala de enfermagem, sala de acolhimento e recepção. Contém ainda espaço para atividades individuais e de grupo, área de lazer para atividades esportivas e lúdicas. O espaço foi inaugurado em junho deste ano e foi construído com emenda parlamentar enviada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede) no valor de R$ 777 mil, com contrapartida do tesouro municipal no valor de R$ 340 mil.

Saúde Mental

A Unidade é resultado de um pleito junto aos representantes regionais da luta antimanicomial. Com a finalidade de trabalhar a ressocialização dos acolhidos através do desenvolvimento da autonomia, vínculos afetivos e suporte emocional.

Ana Cleide Torres

Secretaria Municipal de Saúde

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" para ajudar a manter esse site. basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: