Operação em 4 estados prende criminosos que roubaram avião no Amapá para transportar drogas

Aeronave foi sequestrada no sul do Amapá em março deste ano. Seis foram presos nesta sexta-feira (3), entre eles, o líder da quadrilha detido, em Mato Grosso do Sul.

Mais de 30 mandados, sendo 9 de prisão, foram cumpridos nesta sexta-feira (3) numa ação conjunta da Polícia Civil em quatro estados: Mato Grosso do Sul, Pará, Mato Grosso e Amapá. As ordens foram referentes à operação Estol que busca coibir organização criminosa investigada por roubar um avião monomotor em março deste ano para usá-lo no transporte de grandes quantidades de drogas.

Aeronave que viajava do Amapá rumo a garimpo no Pará some após sequestro
A aeronave modelo Skylane 182 RG, de pequeno porte, estava com três passageiros quando foi sequestrada no dia 27 de março em Laranjal do Jari, no extremo sul do Amapá.

O avião partiu da cidade com destino a um garimpo no Pará e foi encontrado no dia seguinte em Sinop, em Mato Grosso.

Após meses de investigações, coordenadas no Amapá pela Divisão de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), foi identificado que a ordem para o roubo partiu de narcotraficantes que enviavam drogas da Bolívia para o estado através de aeronaves de pequeno porte.

O avião foi roubado após outra aeronave da organização ser apreendida com entorpecentes no Paraguai. O objetivo era manter o contingente e o fluxo de drogas enviadas.

Operação Estol - Membros de organização criminosa foram alvos de mandados — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Dos nove mandados de prisão, seis foram cumpridos, sendo três deles no sistema prisional do Amapá, um em Laranjal do Jari (AP), um em Campo Grande (MS) e o outro em Ponta Porã, também no Mato Grosso, que capturou o líder da organização criminosa.

“Esses narcotraficantes possuem como líder um indivíduo da cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, onde foram cumpridos alguns desses mandados. O líder desse grupo estava na cidade de Ponta Porã numa chácara luxuosa. Esse indivíduo foi preso”, detalhou o delegado Estefano Santos, da Draco no Amapá.

Operação Estol - Líder de organização foi preso em Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Os três foragidos seguem sendo procurados. Nos 23 mandados de busca e apreensão foram recolhidos veículos, dinheiro, documentos e aparelhos eletrônicos. Os investigados também tiveram as contas bloqueadas.

Do G1 Amapá

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" para ajudar a manter esse site. basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: