Exames de sangue podem apresentar marcadores de transtornos mentais, diz estudo

Novo estudo aponta que exames de sangue de rotina podem indicar marcadores biológicos para transtornos mentais, como depressão, anorexia e esquizofrenia. Com isso, os pesquisadores acreditam deixar evidente que a saúde mental também influencia na saúde física.

O estudo analisou dados de mais de um milhão de pacientes e tentou usar a genética para entender a relação entre nove transtornos mentais e 50 fatores medidos em exames de sangue, como colesterol, vitaminas, enzimas e indicadores de inflamação.

Os pesquisadores identificaram uma correlação genética entre os biomarcadores sanguíneos e as doenças mentais. Por exemplo, foi possível notar uma correlação entre a depressão e quantidade de glóbulos brancos no sangue.

Com isso, é possível saber que algum fator influencia tanto no transtorno mental, quanto no biomarcador. No entanto, os cientistas ressaltam que o biomarcador não é o causador da doença.

Para diferenciar a correlação da casualidade, os pesquisadores utilizaram variantes de DNA ligadas as alterações nos biomarcadores sanguíneos para fazer uma espécie de ensaio clínico natural.

Este processo utiliza o fato de herdamos aleatoriamente variantes de DNA dos nossos pais, o que seria comparado a um paciente que recebeu um placebo ou o tratamento em um ensaio clínico oficial.

Veja mais no Olhar Digital

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: