Sesa e Hospital São Camilo firmam parceria para realização de cirurgias ortopédicas

O governo do Estado conseguiu fechar uma importante parceria, na rede privada de saúde, para reduzir a fila de espera por cirurgias ortopédicas. A decisão foi tomada durante reunião entre o secretário de Estado da Saúde, Pedro Leite, com a direção do hospital São Camilo. O secretário-adjunto de gestão da saúde, Fernando Nascimento, também participou do encontro.

A reunião estabeleceu melhorias no plano operativo firmado entre o hospital e a rede estadual de saúde. O hospital privado já realizava muitos procedimentos previstos na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS), auxiliando a rede pública. Com a revisão do plano, no entanto, a unidade particular também irá ofertar cirurgias ortopédicas aos pacientes do Hospital de Emergências e Hospital de Clínicas Alberto Lima.

Ficou estabelecido que o São Camilo realizará 100 cirurgias ortopédicas por mês, até que a demanda do Hospital de Emergências seja normalizada. Nos meses em que o número de cirurgias não alcançar esse total, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) pagará apenas pelas cirurgias realizadas.

A melhoria do serviço de ortopedia era uma das metas iniciais a serem alcançadas através do estado de emergência decretado na saúde estadual. Com a revisão do plano operativo entre São Camilo e a Sesa, as cirurgias ortopédicas represadas na rede pública poderão ser feitas com mais celeridade, desafogando os hospitais do Estado.

De acordo com o secretário-adjunto, economicamente, a parceria com o São Camilo é viável. "Como o São Camilo é credenciado do SUS em algumas especialidades, o recurso para essas demandas não sai dos cofres do Estado, e sim do SUS. Tudo o que a Sesa faz é receber esse dinheiro e repassar ao São Camilo, pagando o serviço prestado ao usuário", explicou Fernando Nascimento.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: