Ação da Justiça do Amapá no Arquipélago do Bailique entra no quinto dia de atendimento

Cidadania, justiça e paz social. Desde o dia 18 de agosto a equipe do Judiciário do Amapá está no Arquipélago do Bailique em mais uma ação da Justiça Itinerante Fluvial. Desta vez, a 121ª jornada congrega as atividades da Marinha do Brasil, através do programa Rios de Cidadania, que ocorre a bordo do Navio Auxiliar Pará.

Após uma viagem que durou 24 horas, a primeira ação da equipe do Poder Judiciário ao chegar ao Bailique foi a realização de mais uma edição do “Casamento na Comunidade” com a oficialização da união de 12 casais e ainda a cerimônia de renovação de 13 votos matrimoniais.

No segundo dia da ação, atendimentos da Justiça, especialmente audiências cíveis e criminais foram efetuados para os moradores das comunidades. Os mediadores e conciliadores do TJAP também percorreram as comunidades do Arquipélago com o objetivo de disseminar a cultura da conciliação através da aplicação da eficaz ferramenta de pacificação social no curso de preparação em conciliação e mediação de conflitos.

Além dos serviços da Justiça, esta ação conta ainda com atendimentos das instituições cooperadas como: Ministério Público, DEFENAP, CAESA, POLITEC, Prefeitura de Macapá, Secretaria de Saúde do Estado e Corpo de Bombeiros.

De acordo com o coordenador das Jornadas Itinerantes, juiz Luciano Assis, os moradores do Arquipélago do Bailique participam ativamente das ações realizadas. “A população atende ao chamado da Justiça. Antes mesmo de chegarmos, os ribeirinhos já aguardam ansiosamente por nossos serviços e dos parceiros que contribuem para o sucesso dessa jornada. Buscamos ir até as comunidades mais isoladas para que um dos mais importantes e democráticos serviços prestados pelo Judiciário Amapaense seja levado a todo cidadão que em razão da distância, enfrenta dificuldades para se deslocar até os Fóruns da Capital”, destacou o juiz.

-Assessoria de Comunicação Social

Deixe uma resposta