Educa

Atenção, estudante! Prazo para inscrição no Fies termina nesta sexta-feira

No total, 75 mil novas vagas estarão disponíveis para jovens que buscam financiar pagamento de instituições de educação superior na rede privada

Os estudantes têm até esta sexta-feira (28) para se inscreverem no Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), referente ao segundo semestre de 2017. No total, 75 mil novas vagas estarão disponíveis para os jovens que buscam financiar o pagamento de instituições de ensino de educação superior na rede privada.

Podem se inscrever estudantes que tenham participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir do ano de 2010, e que tenham feito média de notas igual ou superior a 450 pontos, e tirado nota superior a zero na redação. As inscrições para o Fies podem ser realizadas no site.

Outra exigência do MEC é que os estudantes que requerem o financiamento tenham renda familiar mensal bruta per capital de até três salários mínimos. As respostas para mais dúvidas podem ser encontradas no site.

Aqueles estudantes pré-selecionados devem concluir a inscrição pelo Sistema Informatizado do Fies (SisFies), entre os dias 1º de agosto e 8 de setembro.

Mudanças para o ano que vem

A partir do próximo ano, o Novo Fundo de Financiamento Estudantil será dividido em três modalidades. Na primeira, funcionará com um fundo garantidor com recursos da União e ofertará 100 mil vagas por ano, com juros zero para os estudantes que tiverem uma renda per capita mensal familiar de três salários mínimos.

Na segunda modalidade, o fundo de financiamento terá como fonte de recursos fundos constitucionais regionais, para alunos com renda familiar per capita de até cinco salários mínimos, com juros baixos e risco de crédito dos bancos.

Por fim, o MEC informa que a terceira modalidade do Fies terá como fontes de recursos o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e os fundos regionais de desenvolvimento das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, com juros baixos para os estudantes que tiverem a renda familiar per capita de até cinco salários mínimos por mês.

Fonte: Último Segundo – iG, com informações da Agência Brasil

 

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: