AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Operação desarticula desvios de recursos para estradas do Acre e Rondônia

A Polícia Federal (PF) realiza nesta segunda-feira (30) uma operação conjunta com o Ministério Público Federal (MPF), Controladoria-Geral da União (CGU), Tribunal de Contas da União (TCU) e Receita Federal, para apurar o desvio de dinheiro público no Departamento de Estradas e Rodagens do Acre (Deracre) e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes em Rondônia.

A estimativa é que o prejuízo aos cofres públicos chegue a R$ 700 milhões. O dinheiro deveria ser utilizado, por exemplo, para a construção, pavimentação e recuperação de rodovias federais.

O esquema investigado envolve empresários e servidores públicos do Deracre e do DNIT. De acordo com as investigações, os valores eram pagos por serviços não executados e materiais que nunca seriam entregues.

O grupo também se utilizava funcionários fantasmas. Três servidores do DNIT, em Rondônia, foram afastados de seus cargos por suspeita de envolvimento com os crimes.

Não há mandados de prisão. Mas 23 pessoas estão sendo levadas coercitivamente para prestar depoimento. Imóveis nos municípios rondonienses de Porto Velho, Pimenta Bueno e Ji-Paraná, na capital acriana Rio Branco, além de Cuiabá, e Araraquara (SP) são alvos de mandados de busca e apreensão.

O Governo do Acre ainda não se posicionou sobre o caso e o DNIT não retorno ao nosso contato até a publicação da matéria.

EBC

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: