Consciência Negra: alunos encerram programação com desfile de moda afro, exposição e poesia

Educa

Educação Não tem Cor, este é o nome do projeto desenvolvido ao longo deste ano na Escola Municipal de Ensino Fundamental Cacilda Ferreira Vasconcelos, no distrito de Fazendinha. No sábado, 25, teve sua culminância com rodas de Marabaixo, exposição de instrumentos musicais de origem africana confeccionados com materiais recicláveis, poemas de Machado de Assis e um desfile de moda afro.

O projeto, que visa valorizar a cultura afro-brasileira, foi desenvolvido ao longo do ano com ações que buscam enaltecer, respeitar e resgatar a cultura negra e a diversidade étnica-brasileira. “É salutar e de extrema importância a escola falar sobre o mosaico cultural no Brasil, em especial da população e cultura negra, pois em pleno século XXI são segregados e sofrem com o preconceito. Precisamos assumir nossa responsabilidade nesse processo e mostrar para as crianças que elas serão adultas, que podem fazer a diferença”, esclarece a professora Maíse Oliveira.

O desfile de moda contou com os próprios alunos da escola, que puderem vencer a timidez e desfilar usando as confecções criadas pela professora Maise Oliveira, que também é blogueira de moda e stylist. “Foi ótimo ver as crianças com vestidos leves e turbantes coloridos esbanjando alegria na passarela improvisada no corredor da escola”.

Pérola Pedrosa

Assessora de comunicação/Semed

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.