Capacitação para profissionais de saúde aborda notificação de violências

A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) iniciou nesta terça-feira, 28, a capacitação sobre o preenchimento da ficha de notificação das violências. A formação, voltada aos profissionais das UBS’s e hospitais de Macapá, compõe o calendário das ações da rede Abraça-me e é feita duas vezes por ano. O objetivo é qualificar as notificações, de modo que sirvam para o planejamento, monitoramento, avaliação e execução de políticas públicas que ajudem na redução da morbimortalidade decorrente das violências.

É obrigatória por lei a notificação de violências pelos profissionais de saúde. A ficha de notificação é compulsória e abrange todas as formas de violência, como a autoinfligida, doméstica, sexual, contra o idoso, crianças, adolescentes e mulher. “Nos casos de violência contra as crianças e adolescentes, a notificação acontece independente da vontade da vítima denunciar, por entendermos que, na maioria das vezes, esses menores não entendem que estão sofrendo violência”, disse Nelcirema Pureza, da equipe técnica de Vigilância Epidemiológica.

Alguns fatores dificultam a notificação das violências e umas das principais é a coragem da vítima de verbalizar a agressão sofrida, e do profissional de saúde na hora do preenchimento da ficha. “O desafio é uniformizar os conceitos, de modo que esse profissional não tenha dúvidas de que o paciente sofreu algum tipo de violência, e assim facilitar o atendimento. E, ao mesmo tempo, precisamos sensibilizar essa vítima para que a gente possa notificar o caso e as medidas necessárias sejam tomadas”, finalizou Nelcirema.

A capacitação é realizada por meio da Vigilância Epidemiológica de Acidentes e Violências, e se estende até quarta-feira, 29, das 8h às 12h, no auditório do anexo da Assembleia Legislativa, no bairro Santa Rita.

Jamile Moreira

Assessora de comunicação/Semsa

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.