Petróleo opera em queda, pressionado por aumentos nos estoques

Os investidores estão ficando cada vez mais preocupados com o impacto do aumento da produção de xisto

O petróleo opera em queda nesta quarta-feira(14), pressionado por aumentos nos estoques americanos e sinais de elevação rápida da produção.

Por volta das 9h30, o barril do tipo Brent para abril, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), caía 0,48%, a US$ 62,43, enquanto o WTI para março, negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex) recuava 0,79%, a US$ 58,74.

No final da terça-feira(13), a American Petroleum Institute (API), uma associação de refinarias, revelou um aumento de 3,9 milhões de barris nos estoques de petróleo na semana encerrada em 9 de fevereiro, além de uma alta de 4,6 milhões e barris nos estoques de gasolina. Hoje, o Departamento de Energia (DoE) publica os números oficiais dos estoques americanos.

“As preocupações estão abundantes com a possibilidade de que o aumento dos estoques será a regra durante as próximas semanas, com as refinarias entrando na temporada de manutenção”, afirmou Stephen Brennock, analista na PVM Oil Associates Ltd.

Veja mais no Diário de Pernambuco

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: