Munições apreendidas no Amapá abasteceriam facções criminosas

O total de 2.073 munições de calibres 12, 32 e 20 iriam para Macapá. Dois homens, um de 23 anos de idade e outro de 39, foram presos em flagrante e vão responder pelo crime de tráfico internacional de arma de fogo e munição. A dupla transportava a mercadoria dentro de uma picape S10, que foi interceptada pela Polícia Rodoviária Federal, no domingo (04).

Segundo a promotora de Justiça, Andréa Guedes, coordenadora do Núcleo de Inteligência do MP, a munição teria como destino integrantes do PCC, facção criminosa de São Paulo, que tem atuação nos presídios do Amapá.

 

“Essa facção vem ganhando proporções bem consideráveis. Juntamente com o PCC, nós temos outras facções de pequeno porte, já provenientes aqui de Macapá, que se juntaram a essa, e nesse condão estão praticando esse ilícito de adentrar em território nosso aqui com munição e droga de outro país”, declarou.

 

Havia informações de que drogas também estariam sendo transportadas no veículo. Com a dupla, foram encontrados apenas 22 gramas de cocaína. Mas, de acordo com a promotora, a suspeita é de que o grupo conseguiu realizar a entrega dos entorpecentes em alguma cidade do interior do estado.

Ouça no player abaixo:

Também no Repórter Nacional – Amazônia:

– Boletins de monitoramento do rio Madeira, em Porto Velho, aponta que o rio já ultrapassou a cota de alerta

EBC

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.