Educa

Adolescentes da Casa Abrigo Marluza Araújo participam de oficina de produção de ovos de Páscoa

Adolescentes acolhidos na Casa Abrigo Marluza Araújo participam desde quarta-feira, 10, da oficina de confecção de ovos, bombons e pirulitos de chocolate com a temática Páscoa. As ações integram uma série de medidas que a Prefeitura de Macapá, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Trabalho (Semast) e de seus programas, adota para promover a valorização e melhorias da qualidade de vida dos assistidos. 

Catorze adolescentes de 12 a 16 anos aprenderam, no primeiro dia de oficina, a fazer bombons e pirulitos. Nesta quinta, eles aprenderão a produzir trufas recheadas e no encerramento serão ovos de Páscoa. O abrigo recebe adolescentes de 12 a 18 anos incompletos, em vulnerabilidade social, negligência familiar ou que estão sob proteção judicial por terem seus direitos violados. Atualmente, 14 adolescentes estão no abrigo. São eles que estão tendo contato com essa capacitação, que serve como instrumento de descobertas e terapia para enfrentar possíveis traumas.

A menor das iniciais M.S.G, 13 anos, da localidade Ipixuna Grande, de Itaubal do Piririm, chorou emocionada no momento da produção de bombons. “Sei que não era para estar aqui, mas se não estivesse jamais aprenderia a fazer esses chocolates. É uma terapia”, contou emocionada. A oficina está sendo ministrada pelas próprias servidoras do Abrigo, Valdirene, Rita e Noélia, sob a orientação da coordenadora do Marluza Araújo, Lucirene Miranda. Elas já participaram da oficina oferecida pelo programa Mesa Brasil e estão sendo multiplicadoras.

“Nossa intenção é integrar e fazer com que estes jovens se sintam acolhidos e recebam carinho, afeto, e participem das nossas ações para que possam enfrentar possíveis traumas que tenham passado”, disse a coordenadora do Abrigo Casa Marluza Araújo, Lucirene Miranda.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.