AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Nova Feira Maluca é entregue totalmente reconstruída à população de Macapá

Mais confortável, moderna, totalmente reconstruída, de todas as cores e todos os sabores, e muito mais atraente para o público e empreendedores. Este é o novo formato da nova Feira Maluca, entregue pelo prefeito de Macapá, Clécio Luís, nesta segunda-feira, 30. O novo espaço contempla 91 boxes, que contam com pia e bancada em granito. No local, serão comercializados diversos produtos hortifrutigranjeiros, pescados, aves, carnes bovina e suína, produtos extrativistas. Além de serviços de barbearias, terá ainda lanchonete.

A obra foi reconstruída com recursos oriundos de emenda parlamentar do senador Randolfe Rodrigues, orçada em R$ 1.353.000,00, por meio do Ministério da Defesa, com recursos provenientes do Projeto Calha Norte, além de investimentos da Prefeitura de Macapá, no valor de R$ 812.381,48. Clécio Luís saudou e agradeceu a todos pelo empenho por mais essa conquista para a população de Macapá. Ele também lembrou de como era o antigo espaço da feira e disse que o novo ambiente trará dignidade em todos os sentidos.

“Quero deixar registrado e agradecer a todos que colaboraram com essa conquista. Nessa região tem muito investimento da nossa gestão e de emendas do presidente do Senado, senador Davi Alcolumbre, do senador Randolfe e de deputados federais. Mas cito como exemplo de investimentos para essa área as reformas de quatro UBS’s e mais uma em andamento, residenciais São José e Açucena, construção de passarelas de concreto e madeira, Creche Tia Chiquinha, e estamos em fase final de uma licitação de R$ 45 milhões que transformará a Claudomiro de Moraes em um grande eixo de mobilidade urbana de Macapá”, disse o prefeito.

“Hoje, entregamos a cereja do bolo, a nossa nova Feira Maluca, totalmente reconstruída. Nas nossas entregas, adotamos o conceito de cidade criativa, porque tudo que fazemos e entregamos não pode ser só a obra em si, tem que ter sentido, histórias e identidades que tenham a ver com a história da cidade. Nos residenciais foram dessa forma. Dentre outras obras, neste espaço, buscamos homenagens que fazem referência à feira, como o álbum do cantor Naldo Maranhão, intitulado ‘Feira Maluca’, e o jornalista Corrêa Neto, que fez jornal semanal com o mesmo nome, lançado em 1996 para homenagear o espaço. Criamos essa relação que não é da prefeitura, mas é nosso, porque todos fazem parte disso e temos que cuidar”, enfatizou Clécio.

Ainda de acordo com o prefeito, a nova Feira Maluca foi feita para os empreendedores e para a população da capital. “É fundamental que todos os feirantes saibam que isso aqui foi feito para vocês, para nossa sociedade e que vocês zelem e devolvam da melhor forma aos clientes. A feira estava muito deteriorada e já existe há trinta anos, mas conseguimos entregar e hoje concluímos mais uma vitória positiva. Esse espaço é bem diferente da antiga feira. Agora, um ambiente digno para empreender, atendendo a todos os requisitos da Vigilância Sanitária, a Feira Maluca é nossa”, comemorou.

O novo ambiente funcionará todos os dias, das 7h às 21h, e atenderá os bairros Novo Buritizal e adjacentes, como Congós, Buritizal, conjunto Cuba de Asfalto e os moradores dos habitacionais Jardim Açucena e São José. “Essa entrega é mais uma para este núcleo de vários bairros da zona sul. Temos várias emendas destinadas para esta região, como as Unidades Básicas de Saúde do Congós e Lélio Silva, entre outras. Estamos apresentando resultados do nosso trabalho. A feira hoje tem 91 boxes, triplicamos o número, pois eram 28. A entrega  de hoje significa pura e simples empatia, pois nos colocamos no lugar de vocês e começamos  a sentir, caso estivéssemos  na mesma situação de vocês. Isso nos motivou para que hoje este lindo espaço fosse entregue a todos vocês que participam deste lindo momento”, ressaltou o autor da emenda da feira, senador Randolfe Rodrigues.

Dona Maria Isabel Moraes, conhecida como dona Bebel, é feirante e chegou cedo para conhecer o seu novo local de trabalho. “Cheguei cedo aqui e nunca vi uma feira tão bonita como essa. Trabalho há trinta anos neste local, nem de longe lembra a antiga. Estou muito feliz com a nova Feira Maluca, onde teremos mais dignidade, higiene e segurança. Agradeço ao prefeito Clécio e ao senador Randolfe Rodrigues por esta bela obra”, ressaltou.

Jocenildo Alves, o Paraíba, que é açougueiro e passa a partir de hoje a vender suas carnes em um ambiente totalmente higiênico, falou que ficou impressionado. “Agora é só felicidade. O que quereremos mais? Essa é a nossa segunda casa, cuidaremos para poder garantir um serviço de qualidade”, contou. Da mesma forma, o presidente da Associação dos Moradores do Bairro Novo Buritizal, Amilton Silva, seu Vasco, disse que diversas obras da prefeitura foram entregues na região e que os moradores são os maiores beneficiados.

A jornalista Márcia Corrêa se pronunciou e agradeceu a homenagem ao seu pai Corrêa Neto. “Tenho certeza de que meu pai está, lá do céu, muito feliz. Uma justa homenagem a ele, que criou um jornal com o nome Feira Maluca, que foi lançado em 1996 e era semanal, além de ser distribuído gratuitamente, falava do espaço como circulação de pessoas. Além da compra de alimentos, troca de histórias e criação de relacionamentos, contava também a irreverência da feira. Agradeço a lembrança e o carinho, muito louvável”, agradeceu.

Cerimônia

A cerimônia de entrega contou a presença do padre Paulo Nei, pároco da igreja Bom Pastor, que fez uma oração abrindo o evento e abençoando o espaço. A apresentação ficou por conta da Banda da Guarda Civil Municipal, que tocou os hinos nacional e de Macapá. Os alunos da Escola Municipal Elita Nunes e Ana Luiza de Souza deram um show cantando todo hino de Macapá, fazendo reverência ao civismo.

Feira Maluca e Inspirações

O cantor Naldo Maranhão batizou um dos seus álbuns e uma canção com o nome de Feira Maluca, que conta um pouco da história desse espaço presente na memória e identidade da população macapaense. Em seus versos musicais ele retrata a admiração pelo espaço. “Vê se escuta! Agora mais do que nunca, minha paixão percorre os quartos cantos dessa Feira Maluca, onde se vende, se troca e se dá”.

Outra criação amapaense que também se inspirou no grande mercado do Buritizal foi o Jornal Feira Maluca do jornalista Antônio Corrêa Neto, que, assim como Naldo Maranhão, foi um dos homenageados do espaço. Lançado em 1996, era um jornal semanal distribuído gratuitamente nas secretarias e bancas, escrito por Corrêa Neto e outros jornalistas de forma colaborativa e eventual. O motivo do nome do periódico foi a irreverência e diversidade da feira, características que o jornalista buscava empregar no jornal.

Identidade visual

A Nova Feira Maluca recebeu uma identidade visual própria criada pelo artista plástico Afrane Távora, que trouxe toda essa mistura de cores e sabores, marcas registradas do local. Afrane tem um olhar interessante em suas obras, deixando a arte fluir em traços aleatórios, cores vibrantes e formas estilizadas que se somam em uma composição final: um mosaico de exercício à criatividade e interpretações. Segundo Afrane, suas artes são inspiradas em todas as informações possíveis que envolvem o universo amapaense de acordo com “Tudonotodo”. Alegria, cultura, história e conhecimento sempre estão juntas neste processo de pinturas.

Construção

As novas instalações receberam ampliação, uma nova cobertura em estrutura de ferro e zinco com adaptação térmica, iluminação. Já na área de estacionamento, o novo espaço ganhou a inclusão de capa selante e a correta sinalização com vagas exclusivas para pessoas idosas e com deficiência. Na área do entorno, foram feitos serviços de instalação do sistema de drenagem, meio-fio, pavimentação nas ruas laterais e iluminação com a inclusão de novas e modernas luminárias e projetores.

Para dar comodidade e segurança, o local também foi contemplado com o novo sistema de sinalização horizontal e vertical, faixa de pedestre, delimitação de preferências de rua. E, claro, dando um toque final, o espaço ganhou nova identidade visual com inserção de faixada, painéis externo e interno, identificação de boxes e totens, além do paisagismo na área da frente da feira com plantio de mudas de plantas ornamentais.

Serviço:

Feira Maluca: Av Claudomiro de Moraes, Novo Buritizal.

Lilian Monteiro

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: