A Amazônia celebra o aniversário do seu menestrel Nilson Chaves

Educa

Nada contra os morenos, mas se tem um cara que merece todos os louros, este é o meu amigo/irmão Nilson Chaves. O trabalho que Nilson realiza pela música da Amazônia, merece um compêndio para registrar tão precioso legado.

Nilson foi um divisor de águas.

Assim como tantos, ao descobrir seu talento, tanto como compositor sensível quanto como intérprete único, tomou o rumo do Sudeste. Lá, diferente de outros, não pensou só em sua projeção, no seu sucesso.

Refletiu que seria muito mais valoroso e digno, cantar a sua própria aldeia, suas raízes, de quem sabia tratar-se de uma de nossas principais riquezas.

Inaugurou uma nova fase, um movimento, em que os olhos de todo o Brasil se voltaram para nosso acervo musical. Sua decisão é a causa de nossa autoestima elevada, em se tratando da cultura musical amazônica. Seu gesto digno abriu portas para que saíssemos, mas que em vez de tomarmos o rumo, preferimos deixar que entrem os admiradores do que se transformou a música paraense.

Parabéns, Nilson! Vc merece todas as nossas reverências. Hoje, onde quer que eu me apresente, encho o peito pra dizer a todos que eu sou Amazônico! Beijoluz!

Texto de Ruy Godinho

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.