Clipe de Manoel Cordeiro será disponibilizado na internet a partir desta sexta-feira, 6 de março

O quilombo do Curiaú é o cenário do videoclipe que será lançado nesta sexta-feira, 6 de março em canal digital, e disponibilizado em redes sociais. O cenário escolhido foi a inspiração para que Manoel Cordeiro produzisse a música Curiaú, que rendeu o clipe, e os próprios moradores e convidados especiais são os personagens da produção, dirigida por Thomé Azevedo e André Cantuária. O clipe foi apresentado no último final de semana exclusivamente para o público do Itaú Cultural, em São Paulo, durante o show Guitar Hero Brasil, do artista Manoel Cordeiro, nome também do disco do reconhecido Mestre das Guitarradas.

Manoel Cordeiro é multi-instrumentista brasileiro, arranjador e produtor musical com mais de 50 anos de atuação, e uma marca expressiva de aproximadamente 1 mil discos produzidos. Com um pé no Pará e outro no Amapá, estados que inspiraram o artista com suas tradições e cultura, e serviram de fonte para centenas de produções, Manoel Cordeiro  escolheu destes lugares, o Curiaú e a ilha do Combu para locação dos clipes. Morando atualmente em São Paulo, onde repercute sua arte e apresenta a música da Amazônia nos palcos e ruas, ele se destaca com seu segundo disco, Guitar Hero Brasil em shows e shows-bailes com o filho, Felipe Cordeiro e convidados.

Disco Guitar Hero Brasil

O disco, lançado em 2018, foi patrocinado pelo programa Natura Musical, por meio de incentivo da Lei Semear, e é um retrato musical de ritmos legítimos do Amapá e Pará, com passagem pelas ferveção sonora das ilhas caribenhas. Brega, marabaixo, batuque, lambada, guitarrada, carimbó, zouk compõe o universo rítmico da obra. Duas músicas do disco ganharam este complemento visual, Curiaú que é uma referência à rica vivência de Manoel no Amapá, e Kalamazoo, da experiência musical do Pará, que já foi lançado. O disco está disponível em plataformas digitais.

Videoclipe Curiaú

O clipe de Curiaú  traz uma mistura de lambada e batuque, comuns nas festas tradicionais do Amapá, foi gravado no pedaço de terra da família de Tia Chiquinha, onde ainda preserva-se os costumes de quilombolas, de morar juntos, trabalhar, dividir as responsabilidades, cultivar a terra, criar animais,  e preservam as rezar e festas para louvar santos. Com produção 100% amapaense, o roteiro reflete um costume muito comum no interior do Amapá, que é a celebração de um nascimento com festa, rodas de batuque e marabaixo, comida e gengibirra. No clipe, guitarra, amassador e dobrador se conectam, e a beleza natural os descendentes de Tia Chiquinha e Mestre Bolão, suas danças e vestes tradicionais  completam o cenário.

O clipe teve a participação do grupo Raízes do Bolão; direção e produção é do diretor e ator Thomé Azevedo e do também diretor André Cantuária; direção de fotografia, Nildo Costa; produção de arte e montagem, Jhenni Quaresma; e teve participação especial de Otto Ramos, Mudith Medeiros, Helder Melo e Moisés Quaresma.

Primeiramente o clipe estará disponível no endereço https://www.youtube.com/channel/UCPfqPudcV9-eSXPUKPjPDew.

Mariléia Maciel

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: