Paralisação total dos ônibus mantida para 5 de abril

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap) confirmou nesta quarta-feira, 1, que pelo menos 200 cidades – incluindo as que formam a região metropolitana de Macapá – farão a paralisação total dos ônibus no dia 5 de abril.

Essa paralisação não será por determinação de prefeitos e governadores, mas porque não as viações não terão dinheiro para pagar salários de motoristas, cobradores e demais funcionários do setor de transportes.

Na região metropolitana de Macapá, a queda no número de passageiros foi drástica. O sistema já tinha sofrido uma queda de 20% após a entrada dos aplicativos e veículos piratas. Hoje, dos 90 mil passageiros que o sistema transportava por dia, menos de 10% estão utilizando os coletivos.

Com as medidas de restrição a circulação de pessoas, recomendadas pela OMS – Organização Mundial da Saúde como a maneira mais eficaz até agora de conter o avanço do coronavírus, a demanda de passageiros tem caído.

O Setap aguarda uma reunião com o governado Waldez Góes e o prefeito Clécio Luís. Para evitar a paralisação, a saída seria a regularização e antecipação do pagamento que as empresas tem direito dos benefícios de Vale Transporte e Passe Livre tanto do Estado quanto do município e suspensão de tributos, taxas e parcelamentos de dívidas até a regularização do sistema. Os recursos do VT e PLE já estão empenhados e ficariam como crédito para o poder público utilizar após a quarentena.

 

 

Ascom/Setap

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: