Município inicia programação do projeto Feira do Peixe Vivo

A Prefeitura de Macapá iniciou na manhã desta terça-feira, 7, o projeto Feira do Peixe Vivo, com a comercialização de seis toneladas de pescado, das espécies tambaqui e pirapitinga, pesando entre 1.8 kg a 2.5 kg. A atividade busca minimizar os impactos da crise ocasionada pela pandemia do Covid-19 aos piscicultores e familiares atendidos pela Secretaria de Agricultura.

A medida atende as regras de funcionamento para setores do comércio, por meio do Decreto Municipal 1.833/2020, com uma dinâmica diferenciada para não haver aglomeração de pessoas com espaço demarcado com distância de dois metros entre uma pessoa e outra, mais a higienização e desinfecção das mãos dos consumidores com álcool 70%.

“Em virtude da pandemia do Coronavírus, trabalhamos com uma estrutura de atendimento diferenciada, respeitando as regras de distanciamento de acordo com o novo Decreto Municipal, além de oferecermos um produto com um preço acessível às famílias macapaenses, cumprindo a tradição da Semana Santa. Hoje, disponibilizamos duas toneladas e outras quatro serão disponibilizadas nos dois últimos dias de atividade”, destacou o secretário de Agricultura de Macapá, Richardson Régio.

“Estou muito agradecido e feliz em participar de mais uma das atividades deste projeto. Uma oportunidade de garantirmos a nossa renda neste momento de quarentena e isolamento social”, destacou o piscicultor Josiel Rodrigues. O autônomo Valdenício Rodrigues destacou a relevância do atendimento diferenciado. “É importante, porque você não pode ficar muito perto para não corrermos o risco de infecção do Coronavírus, pois, além do espaçamento que prepararam, passamos o álcool nas mãos. Em relação ao peixe, está bom de preço e eu já garanti os meus para o fim da semana santa”.

A feira terá continuidade nesta quarta-feira, 8, na Praça Chico Noé, bairro Laguinho, e se encerrará na quinta-feira, 9, na rotatória da rodovia do Curiaú (zona norte).

Secretaria de Comunicação de Macapá

Cliver Campos

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: