Nova espécie de homem pré-histórico é descoberta em escavações em Israel

Escavações na cidade de Ramla descobriram vestígios pré-históricos que não correspondem a qualquer espécie já conhecida de Homo

Uma nova espécie de homem primitivo, recentemente descoberta em Israel, questiona a ideia de que o homem de Neandertal surgiu na Europa antes de migrar para o sul – afirmam os cientistas.

LEIA MAIS
08:18 – 25/06/2021
França volta às urnas com apelo para evitar índice de abstenção histórico
08:10 – 25/06/2021
Primeira-dama do Paraguai tem parentes no prédio que desabou
07:49 – 25/06/2021
O genocídio de crianças indígenas no Canadá
Escavações arqueológicas perto da cidade de Ramla, no centro de Israel, por uma equipe da Universidade Hebraica de Jerusalém, descobriram vestígios pré-históricos que não correspondem a qualquer espécie já conhecida de Homo, incluindo os humanos modernos (Homo sapiens).

Em um estudo publicado na revista Science, antropólogos e arqueólogos da Universidade de Tel Aviv, liderados por Yossi Zaidner, batizaram a descoberta como “Homo Nesher Ramla”, devido ao local em que os vestígios foram encontrados.

Os ossos teriam entre 120.000 e 140.000 anos e compartilham traços comuns com os Neandertal, sobretudo, dentes e mandíbula, e com outros tipos de homens pré-históricos, principalmente no crânio, indicaram os cientistas em um comunicado.

“Ao mesmo tempo, este tipo de Homo é muito diferente dos humanos modernos, com uma estrutura de crânio completamente diferente, sem queixo e com dentes muito grandes”, explicam.

Além dos restos humanos, a escavação encontrou, a oito metros de profundidade, uma grande quantidade de ossos de animais e de ferramentas de pedra.

“As descobertas arqueológicas associadas com fósseis humanos mostram que o Homo Nesher Ramla tinha técnicas avançadas de produção de ferramentas feitas com pedra e, possivelmente, interagiu com o Homo sapiens local”, disse Zaidner.

De acordo com o especialista, a descoberta é “particularmente espetacular, porque mostra que havia diversos tipos de Homo que viviam no mesmo lugar, no mesmo momento, neste período da evolução humana”.

Os pesquisadores sugeriram que alguns fósseis previamente encontrados em Israel, que datam de até 400.000 anos atrás, poderiam pertencer ao mesmo tipo de humano pré-histórico.

Veja mais no Estado de Minas

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: