Enem 2021: lives com comentários de professores ajudam entender prova

ar o canal. 

Tema da redação

Uma das partes mais temidas pelos estudantes, sem dúvida, é a hora de descobrir o tema da redação e assim, dissertar sobre. Neste ano, o tema foi bem inesperado e propôs aos participantes discorrer, de forma dissertativa-argumentativa sobre a “Invisibilidade e Registro Civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”. O tema dividiu opiniões e, em pouco tempo, as redes sociais foram bombardeadas de opiniões sobre o assunto. 

Roberto da Conceição, de 29 anos, é formado em Comunicação Social e além de ter feito a prova para testar os conhecimentos, também almeja conseguir pontuação para ingressar no curso de Pedagogia. Para ele, o tema da redação mexe com cidadania, direitos básicos das pessoas que influencia em várias outras etapas da vida delas. 

“Não achei um tema difícil de argumentar. Assim que vi, lembrei de algumas reportagens sobre o assunto e fiz um mapa mental do que eu acharia interessante de escrever. Li os textos de apoio e, a partir deles, pensei em qual abordagem estava sendo pedida na redação. Acredito que consegui elencar bons pontos”, afirma. 

No Twitter, as opiniões divergiam. Alguns usuários resgataram até uma campanha da Rede Globo, em parceria com a Unicef, que incentiva os cidadãos a tirar as suas certidões de nascimento para assim, garantirem benefícios previstos por lei. 

“Muita gente falando “que merda de tema”, “eu não saberia falar”…. Pra tudo no Brasil você precisa de documentos no registro civil. Se vocês parassem cinco segundos pra ver a situação dos moradores de rua, imigrantes, indígenas…saberiam a importância do tema.”, escreveu o usuário @gabriel.xxii.

Já o usuário @giovane_fatori encontrou dificuldades na temática. “Gente, isso é tema pra quem faz curso superior em áreas de humanas e direito não pra quem tá saindo do ensino médio mano… ces (sic) odeiam o estudante brasileiro, não é possível”.

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: