Prefeitura de Macapá faz balanço das ações de limpeza feitas na cidade, nos primeiros meses de 2021

Mais de 120 mil toneladas de lixo e entulho foram recolhidas dos canais, áreas de ressaca e ruas da cidade.
A Prefeitura de Macapá contabilizou mais de 120 mil toneladas de lixo e entulho recolhidos da cidade, de janeiro a outubro de 2021. Nesse período foram intensificados os serviços de manutenção e limpeza, retirada de entulhos, capina manual e mecanizada, varrição, pintura de meio-fio e poda de árvores. Os serviços são considerados como prioridade para o município, sob responsabilidade da Secretaria Municipal de Zeladoria Urbana.

Em percentuais, a retirada de entulhos das lixeiras viciadas representaram 32%. A limpeza de canais e áreas de ressaca, 12%; coleta e transporte do lixo domiciliar, 52%; coleta e transporte de feiras, 2%; e a podagem de árvores respondeu por 2% na escala de serviço.

O secretário de Zeladoria Urbana, Jean Patrick, falou que mesmo sendo o primeiro ano da gestão do prefeito Antônio Furlan, já é possível fazer uma avaliação dos primeiros meses e perceber  avanço em todas as frentes de trabalho.

“Podemos dizer que estamos indo cada vez mais longe no que diz respeito a limpeza da cidade. Temos proporcionado  à comunidade um serviço de limpeza eficiente, atendendo os bairros nas suas demandas principais e executando projetos direcionados para diversos setores, como ações planejadas em áreas de ressaca e canais”, disse o secretário.

Plano de ação para a manutenção e limpeza da cidade

A Zeladoria Urbana desenvolveu um planejamento estratégico anual. A proposta prevê melhorias na manutenção e limpeza da cidade, com locais e datas programados, além de executar programas e projetos que envolvem a população.

Canais e áreas de ressaca

Seis canais da cidade passaram por serviços de capina, retirada de lixo, entulho e vegetação aquática. O canal do Beirol, com seus 5 quilômetros de extensão, e o Jandiá, na zona norte, passaram por três etapas de serviço.

Nas áreas de ressaca, onde costumam ocorrer alagamentos e inundações, geralmente pela ocupação inadequada e acúmulo de lixo, a Zeadoria tem direcionado serviços diários de limpeza e remoção de lixo, além de campanhas de conscientização sobre a importância de não descartar resíduos fora das lixeiras.

Em outra frente, das 409 passarelas mapeadas pela prefeitura, 73 foram totalmente limpas em 10 meses de trabalho.

Praças, residenciais e abrigos para usuários de ônibus

A Zeladoria Urbana preparou um cronograma especial de ações para manter praças e residenciais limpos e organizados, com serviços de capina manual e mecanizada, poda de árvores, varrição, pintura dos meios-fios e a destinação correta do lixo.

O projeto Mutirão de Limpeza foi iniciado no Residencial Mucajá e nos dias 27 e 28 de novembro o trabalho vai acontecer no Mestre Oscar Santos. Já o ‘Zeladoria nas Praças’ estará na Floriano Peixoto nos dias 26 e 27.

Outro projeto que a Zeladoria está executando este ano é o ‘Paradas Limpas’. A ação quer melhorar as condições de uso dos abrigos para que a população possa ter um ambiente mais limpo e conservado.

Cidade limpa, dever de todos

Para conscientizar a população sobre a manutenção de um ambiente mais limpo, saudável e agradável para todos, depois dos serviços de limpeza, campanhas educativas entram em ação nos bairros da cidade com o projeto ‘Ei mano, joga teu lixo no contêiner’, que propõe o combate às lixeiras viciadas incentivando o descarte do lixo domiciliar em caixas estacionárias. Já o ‘Lixo Zero’ fiscaliza o despejo irregular de resíduos sólidos.

Coleta de pneus

A Prefeitura de Macapá recolheu aproximadamente 5 toneladas de pneus inservíveis de veículos de passeio e caminhões. O material estava espalhado por ruas e avenidas da cidade e em algumas borracharias e são focos em potencial de mosquitos transmissores de doenças.

Disk denúncia

Para garantir organização urbana e livre acesso aos espaços públicos, o Disk Denúncia foi reativado pelo número 9 9970-1078. A ferramenta tem ajudado na identificação de locais onde calçadas foram obstruídas, principalmente com material de construção. Também pode ser denunciada a obstrução por expositores de produtos e outras situações. 

A medida atende normas do Código de Postura do Município e busca melhorar a acessibilidade das pessoas, além de ordenar o tráfego de pessoas. No Disque Denúncia, tanto a identidade do denunciante quando do denunciado são preservadas. Basta ligar em horário comercial, das 8h às 12h e das14h às 18h ou enviar SMS ou WhatsApp.

Mônica SilvaSecretaria Municipal de Zeladoria Urbana

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: