Instituições da sociedade civil venezuelana se reúnem para articular demandas sobre agenda climática

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN Amazônia) realiza, na próxima terça-feira (27/06), um encontro com representantes da sociedade civil da Venezuela para articulação de demandas relacionadas à agenda ambiental no país. O evento gratuito e on-line começa às 14h (horário de Manaus) e terá transmissão em tempo real pelo canal da Fundação Amazônia Sustentável (FAS): youtube.com/@fasamazonia.

O debate será dividido em duas mesas temáticas: “Expectativas, desafios e oportunidades de povos indígenas e comunidades locais”, e “Expectativas, desafios e oportunidades de iniciativas da sociedade civil”.

O encontro reunirá Gabriel Quijandría, diretor regional da Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (IUCN); Abigail Castillo, assessor ambiental do Ministerio del Poder Popular para el Ecosocialismo; Irene Zager, diretora de pesquisa do Instituto de Conservação Ambiental Provita; Eligio Dacosta, líder indígena do povo Baniwa e coordenador-geral na Organización Regional de Pueblos Indígenas de Amazonas (Orpia); Yuneidy Pérez, coordenadora na Asociación Civil Afrodescendientes de Aripao; Luis Jiménez, coordenador-geral na Phynatura; e Karina Estraño, fundadora e coordenadora-geral do movimento Todos por el Futuro.

A gerente do Programa de Soluções Inovadoras da FAS, Gabriela Sampaio, ressalta que os encontros têm colaborado para a construção de uma carta que represente os interesses por um desenvolvimento sustentável, inclusivo e justo da região Pan-Amazônica.

“Os debates anteriores com o Peru, o Equador e a Colômbia nos mostram o quão complexo e necessário é pensar em políticas públicas que estejam alinhadas com os interesses da sociedade civil e tradicional da Pan-Amazônia. Mas isso precisa chegar às mãos de quem detém o poder diplomático para realização de projetos mais amplos e até a Cúpula da Amazônia. A carta será confeccionada com todos os anseios discutidos nesses eventos”, reforça.

Sobre os eventos

Os eventos on-line com representantes da sociedade civil desses países são promovidos pela SDSN Amazônia, instituição ligada à Organização das Nações Unidas (ONU) e secretariada pela FAS. Este é o quarto encontro da série especial de diálogo e articulação de demandas, que tem o objetivo de contribuir para o posicionamento e a incidência política da sociedade civil Pan-Amazônica, povos indígenas e comunidades locais na agenda climática global.

Ao final dos encontros, será elaborada uma carta conjunta de reivindicações para apresentação aos chefes de Estados dos oito países que compõem a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA), durante a Cúpula da Amazônia, nos dias 8 e 9 de agosto, em Belém (PA).

SOBRE A SDSN AMAZÔNIA

A Rede de Soluções para o Desenvolvimento Sustentável da Amazônia (SDSN Amazônia), criada em 2014 na cidade de Manaus (Brasil), é uma rede regional da SDSN Global. A Fundação Amazonas Sustentável (FAS) realiza a secretaria executiva da rede. A organização visa mobilizar o conhecimento local na busca e criação de soluções práticas e viáveis para os desafios relacionados ao desenvolvimento sustentável da Pan-Amazônia.

SOBRE A FAS

A Fundação Amazônia Sustentável (FAS) é uma organização da sociedade civil sem fins lucrativos que atua pelo desenvolvimento sustentável da Amazônia por meio de programas e projetos nas áreas de educação e cidadania, saúde, empoderamento, pesquisa e inovação, conservação ambiental, infraestrutura comunitária, empreendedorismo e geração de renda. A FAS tem como missão contribuir para a conservação do bioma pela valorização da floresta em pé e de sua biodiversidade e pela melhoria da qualidade de vida das populações da Amazônia. Em 2023, a instituição completa 15 anos de atuação com números de destaque, como o aumento de 202% na renda média de milhares famílias beneficiadas e a queda de 40% no desmatamento em áreas atendidas entre 2008 e 2021.

O que você pensa sobre este artigo?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.