AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Prefeitura de Macapá amplia vigilância eletrônica nas escolas

A segurança nas escolas municipais de Educação Infantil e de Ensino Fundamental ganha reforço com o sistema de monitoramento eletrônico e sensores de presença e calor, implementado pela Prefeitura de Macapá. O processo de instalação teve início em outubro de 2014 e já cobriu 48 escolas e 1 anexo da área urbana, mas a vigilância eletrônica será realidade em todas as unidades do município – nas 80 escolas e 28 anexos, incluindo área rural, até fim de março deste ano. Paralelamente a isso, o município também investe na contratação de vigilância armada e patrulhamento ostensivo da Guarda Civil Municipal.

Com câmeras instaladas em lugares estratégicos, o circuito permite o monitoramento em tempo real das portarias de acesso à escola, pátios internos e externos, áreas de circulação, corredores, quadra esportiva e outros acessos importantes das unidades. No caso dos sensores, eles estão acoplados nas portas e janelas, permitindo detecção de arrombamentos e, dessa forma, em caso de disparo do alarme, é possível acionar de forma imediata as equipes de segurança, para fazerem as devidas averiguações.

“Essa ampla e integrada rede de segurança irá garantir monitoramento 24 horas por dia em tempo real à comunidade escolar, cujos prédios tornaram-se alvos de furtos e ação de vândalos”, ressalta a secretária municipal de Educação, Antonia Andrade.

Na Escola de Ensino Fundamental Jardim Felicidade, o reconhecimento e captura quase que imediatos dos responsáveis em atear fogo em duas salas de aula, é a prova da eficácia do sistema. Lá, assim que Polícia Militar, Semed e Guarda Municipal foram acionadas, foi feita a varredura das imagens, que levaram aos criminosos. O incidente ocorreu no último dia 14, e no mesmo dia os três envolvidos foram presos, entre eles um menor.

A facilidade de acesso ao sistema é outro ponto positivo. “O sistema pode ser acessado de qualquer ponto que tenha internet, até de celular. O das escolas, além de mim, da secretária Antonia e alguns técnicos da Semed, a Guarda, a diretoria da escola e o próprio prefeito Clécio têm acesso às imagens. Ainda, as imagens ficam armazenadas por 90 dias, sendo possível se fazer backup e outros procedimentos, se necessários. Em cada unidade escolar são instaladas 16 câmeras. A escola piloto foi a Araci Nascimento, onde o sistema foi instalado em 2013, a partir dela foi iniciado o processo de licitação para as demais unidades”, explica Gilmar Justos, responsável pela área administrativa das escolas municipais.

Com a vigilância eletrônica, a segurança armada, que muito em breve começará a atuar nas escolas, contará com mais essa ferramenta de apoio. A empresa Sivan, ganhadora da licitação de segurança, deve assumir os postos ainda em março. Os vigilantes trabalharão no período noturno. Além disso, a Guarda Civil Municipal continuará agindo com patrulhamento ostensivo, protegendo o patrimônio público e pessoas.

Rita Torrinha/Asscom PMM

Fotos: Asscom PMM

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: