Companhia de Dança amapaense estreia espetáculo que trata do universo feminino

Superação, respeito, direito de ser e se expressar bela e sensual. Um retrato sobre a realidade feminina, apresentada através da integração de diferentes artes que se mesclam: a dança, a literatura, o audiovisual e a música num só espetáculo. A Graham Cia de Dança apresenta, no dia 4 de maio (próxima quarta-feira), no Teatro das Bacabeiras, a sua mais nova produção intitulada “De Corpo e Alma”, um espetáculo autoral, que trás o Jazz como linguagem e sob diferentes influências, mas as que se mesclam neste trabalho são o Lyrical Jazz, Modern Jazz e o Jazz dance.

De Corpo e Alma tem como foco a figura feminina, suas dores, amores e prisões, é uma releitura mais intimista e completa da primeira versão apresentada em 2007, que rendeu a Cia a indicação e participação da Cia no Palco Giratório deste mesmo ano, etapa Macapá, como convidado local. Leve e livremente inspirado em observações, em histórias cotidianas, pesquisas, em mazelas e experiências. Cleide Façanha, fundadora do Graham e produtora do espetáculo, garante que a performance levará o público a uma viagem pelo universo belo e complexo que é o feminino, com sutileza, leveza, onde a mulher, humana, sensível e ao mesmo tempo forte, interpreta a ela mesma, frágil, mas também ousada e de temperamento às vezes impetuoso.

O espetáculo fica ainda mais belo com fragmentos de poemas de Aracy Mont’Alverne, cujo textos foram cedidos pelos filhos da escritora. Os poemas ilustrarão a temporalidade da dança, dividida em três momentos e com duração de aproximadamente quarenta e cinco minutos com classificação livre.

“O que nos levou a este espetáculo é a história da “Mulher” através dos séculos e em suas transformações, não temos o intuito de fazer algo cronológico ou contar a história da mulher ao longo dos séculos, mas produzir uma obra que enobreça e exalte mais ainda a figura feminina colocando-a no lugar de destaque que merece, respeitando sua força e suas fragilidades tão peculiares”, explica o conceito do espetáculo, Cleide Façanha.

Alicia Cunha, Andressa Silva, Anne Lorena, Claudiani Morais, Jessica Pontes, Katia Barbosa, Larissa Costa, Luciana Jardim, Marielli Oliveira e Tassy Mantoani são as bailarinas que compõem o elenco do De Corpo e Alma. Outro diferencial do espetáculo será a iluminação, que ficará sob a responsabilidade do Paraibano Eloy Pessoa. O figurino tem a assinatura de Júnior Beltrão e a direção artística, roteiro, coreografia e cenário tem a concepção de Cleide Façanha.

Poesia e Dança

Poemas da escritora Aracy Mont’Alverne compõem a dramaturgia do De Corpo e Alma. O acervo foi cedido pela filha da poetisa, Ana Luíza Miranda de Mont’Alverne. Os textos “O tempo”; “Confissão”; “Interrogação” e “A Palma da Vitória”, recortes do livro Arquivo do Coração, ilustrarão a temporalidade do espetáculo, dividido em três momentos. Aracy nasceu em 13 de fevereiro de 1913, no municio de Colares (PA). Em 1942 foi convidada pelo governador Janary Nunes para trabalhar em Macapá, onde exerceu o magistério até o ano de 1969. Em 1986 foi publicado seu primeiro livro de poemas, Luzes da Madrugada.

A Companhia

Fundada em 18 de setembro de 1995, a Graham Companhia de Dança atualmente conta com dez (10) bailarinas, que se dedicam diariamente à prática de diferentes técnicas (moderna, contemporânea, clássica, jazz, …) entre aulas e ensaios, cinco dias por semana. Embora pequena, a Cia tem em seu currículo importantes trabalhos em circuitos nacionais, festivais, oficinas com profissionais de alto nível (nacional e internacional), participação em shows com artistas locais, trabalhos beneficentes, dentre outros.

Detentora de várias premiações, atualmente a Companhia investe em seu próprio repertório e dedica-se em aprimorar e concluir Espetáculos. Temas que retratam a realidade humana, com uma mensagem positiva, que levam a reflexão, despertem emoções, a responsabilidade social, são fontes de inspiração e a marca registrada da Companhia.

Serviço:

Espetáculo de jazz “De Corpo e Alma”

Data: 04 de maio (quarta-feira)

Local: Teatro das Bacabeiras

Hora: 20h

Ingressos:

R$ 20,00 (inteira)

R$ 10,00 (meia)

Podem ser adquiridos antecipadamente pelo telefone: 99129-4090 (Cleide Façanha)

Rita Torrinha – Assessoria de Imprensa

graham PERGAMINHO 1.pdf

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.