Pyongyang ameaça matar ex-presidente da Coreia do Sul

Anúncio da Coreia do Norte seria retaliação contra um “complô orquestrado para assassinar o líder Kim Jong-Un

 

A Coreia do Norte ameaçou, nesta quarta-feira (28), “impor a pena de morte” à ex-presidente sul-coreana Park Geun-Hye, em retaliação a um complô que teria sido orquestrado por ela para assassinar o líder Kim Jong-Un.

 

Park “promoveu” um suposto plano dos Serviços de Inteligência de Seul para eliminar o presidente norte-coreano, alegaram procuradores e o ministro de Segurança, em nota divulgada pela agência oficial de notícias KCNA.

 

“Declaramos, em casa e no exterior, que vamos impor pena de morte à traidora Park Geun Hye”, ameaçaram, segundo a agência.

 

Pyongyang também ameaçou matar o ex-diretor do serviço de inteligência sul-coreano, Lee Byung-Ho.

 

“A partir deste momento, eles terão de enfrentar uma morte miserável como cães a qualquer hora, em qualquer lugar e de qualquer forma”, adverte o comunicado.

 

Pyongyang exige que a Coreia do Sul entregue Park e Lee, acusando-os de “infame terrorismo de Estado contra a presidência” da Coreia do Norte.

 

Em maio, o ministério da Segurança norte-coreano anunciou ter descoberto um complô fomentado, segundo ele, pelos serviços secretos americano e sul-coreano para assassinar Kim Kong-Un utilizando uma arma bioquímica.

AFP

Leia mais no Estado de Minas

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: