O que vai acontecer com o Tesla no espaço

Incêndio? Desintegração? Explosão? Alienígenas? Veja o que vai e o que não vai acontecer com o primeiro carro colocado em órbita

Neste momento há um veículo de aproximadamente 100 mil dólares viajando há uns 13 mil KM/h no espaço em destino a Marte, ou não, afinal não se sabe bem que rumo ele vai tomar, mas nós veremos isso mais a frente.

Pois bem, o que importa é que, neste momento, o Tesla Roadster – também conhecido como a primeira carga útil a ser colocada em órbita pelo foguete Falcon Heavy- está se embrenhando 40 metros a cada segundo que passa em direção ao espaço profundo. O evento que colocou o foguete em órbita – e também o Roadster – por si só já foi um divisor de águas daqueles que acontecem uma vez a cada 5 décadas e eu posso te garantir uma coisa: se você não está empolgado com tudo isso, é porque não entendeu bem o que tá acontecendo. Aqui tem uma pequena explicação sobre o que eu estou falando.

Mas ainda assim, por que tem um carro elétrico acoplado em um foguete ou então o que vai acontecer com esse carro a partir de agora, esse textinho vai te dar algumas coisas pra pensar.

Por que mandar um carro ao espaço?
A primeira pergunta que pode surgir quando se fala que tem um carro no espaço é: “POR QUE TEM UM CARRO NO ESPAÇO?”

Então, primeiro temos que ver as palavras do próprio Elon: “O Falcon Heavy tem 50/50 de chances entre explodir e dar certo”. Assim, nenhum governo ou empresa em sã consciência iria confiar um projeto de milhões de dólares ou um estudo que está sendo desenvolvido há anos em uma loteria como esta. As chances de perda não compensavam as oportunidades de um lançamento gratuito (até porque tá fácil mandar algo pro espaço. A marca registrada da SpaceX é fazer lançamentos “quase de graça” em comparação ao que era cobrado até sua entrada comercial no mercado, em 2008).

E ninguém pode dizer que Elon não tentou enviar algo antes de mandar um de seus carros. Até decidir enviar um carro da Tesla ao espaço, sua própria montadora de veículos elétricos, ele conversou com a NASA e com o exército dos Estados Unidos. Ninguém quis se arriscar.

Veja mais no site Oficina da Net

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: