Ministro diz que MEC vai brigar por mais recursos: “O corte não pode ser na educação”

Rossieli Soares da Silva reforçou, em evento para jornalistas em São Paulo, que dinheiro para bolsas da Capes está garantido

Após o alerta feito pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) de suspensão de bolsas de estudo em 2019 por conta dos cortes no orçamento, o ministro da Educação, Rossieli Soares da Silva, afirmou nesta segunda-feira (6) que a pasta “briga” dentro do governo para garantir recursos para a educação.

Durante o Congresso Internacional de Jornalismo de Educação, em São Paulo, o ministro disse que a Emenda Constitucional que limitou os gastos públicos por 20 anos não deve afetar a área:

— O Brasil precisa ter controle de gastos, não pode gastar mais do que arrecada. Mas é preciso fazer escolhas, e o corte não pode ser na educação.

Na sexta-feira (3), um dia após a divulgação da nota do Conselho da Capes sobre a suspensão das bolsas a partir de agosto do ano que vem, Rossieli participou de reunião com o Ministério do Planejamento para discutir os recursos para a pós-graduação. Logo depois, o presidente Michel Temer garantiu verba para a manutenção das bolsas.

Veja mais no Gauchazh

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.