Educa

TRE do Amapá torna governador e mais três políticos inelegíveis por 8 anos

Por maioria de votos, o Tribunal Regional Eleitoral do Amapá (TRE-AP) decretou a inelegibilidade do governador Waldez Góes, por oito anos, por abuso dos meios de comunicação. O prazo deverá ser contado a partir das eleições de 2014.

A decisão também torna inelegível o ex-vice-governador do estado, Papaléo Paes; o ex-senador Gilvam Borges e o ex-deputado federal Geonilson Borges – o Cabuçu.

Apesar da decisão , Waldez Góes não é afastado imediatamente do cargo, porque ainda cabe recurso da decisão.

O governador é acusado de usar veículos do grupo Beija-flor de Comunicação, do qual Geonilson era diretor, para atacar adversários.

O julgamento teve cinco votos favoráveis à denuncia do Ministério Público Eleitoral e dois contrários – o do presidente do tribunal, Manoel Brito, e a da relatora do processo, Sueli Pereira Pini.

EBC

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.