Educa

Manifestações contra cortes na educação começam cedo em várias cidades do país

Manifestações em defesa de recursos para a educação são convocadas para capitais e grandes cidades em todo o país, após o ministro da Educação, Abraham Weintraub, reduzir o orçamento das universidades federais e bloquear bolsas de pesquisa.

A reportagem da BandNews FM mostra desde cedo que os protestos tem a adesão de estudantes e também de trabalhadores da educação das redes pública e privada de ensino fundamental e médio.

Os atos têm o apoio de dezenas de escolas particulares em São Paulo e no Rio de Janeiro. Segundo os organizadores, o objetivo é mostrar à população a importância das universidades no ensino, na pesquisa e na prestação de serviços à sociedade.

Alunos e professores da Universidade de São Paulo protestam com faixas e caminhão de som, na entrada da Cidade Universitária e em ruas do entorno, na zona oeste da capital paulista. Ouvintes da Rádio BandNews FM avisam que o cruzamento das avenidas Higienópolis e Angélica, no centro, está fechado por causa de protesto de estudantes. Os participantes são alunos dos colégios Rio Branco e Sion, que criticam os cortes de gastos no Ministério da Educação.

Em Belo Horizonte, um grupo de estudantes do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais fecha agora a Avenida Amazona, uma das mais importantes avenidas da capital mineira. Em Fortaleza, ocorre uma manifestação na Praça da Bandeira, no Centro.

Via Metro Jornal

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.