Polêmica: Crianças desfilam em shopping durante evento para serem adotadas

Educa

Segundo os responsáveis pelo evento, o objetivo era ‘dar visibilidade a crianças e adolescente aptas para adoção’

Uma ação organizada pela Associação Mato-grossense de Pesquisa e Apoio à Adoção (Ampara), em parceria com a Comissão de Infância e Juventude (CIJ) da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT) e outras entidades do Estado causou polêmica. Isso porque os órgãos fizeram com que crianças e adolescentes entre 4 a 17 anos desfilassem em uma passarela montada em um shopping em Cuiabá, na chamada “Adoção na Passarela”. Cerca de 200 pessoas, interessadas acompanhavam da plateia.

O caso ocorreu na última terça-feira. Segundo os responsáveis, o objetivo era “dar visibilidade a crianças e adolescente aptas para adoção. E como sempre dizemos: o que os olhos veem o coração sente”, dizia o comunicado. A ideia foi duramente criticada na internet. As pessoas alegaram que o desfile expõe as crianças como mercadorias ou pets.

“Será uma noite para os pretendentes, pessoas que estão aptas a adotar poderem conhecer as crianças. A população em geral poderá ter mais informações sobre adoção e as crianças em si terão um dia diferenciado em que elas irão se produzir, cabelo, roupa e maquiagem para o desfile”, explicou Tatiane de Barros Ramalho, presidente da CIJ.

Saiba mais no Estado de Minas

Amazônia Brasil Rádio Web ao vivo!

Dê sua opinião, não fique calado!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.