AMAZÔNIA BRASIL RÁDIO WEB

Ralfe Braga assina identidade visual do novo Mercado Central de Macapá

O espaço ganhará obras em tons vibrantes que irão retratar alguns dos símbolos da cultura local como o Marabaixo e o batuque. Serão cinco painéis, que ficarão expostos nas áreas interna e externa do novo Mercado Central.

O talento de Ralfe Braga é reconhecido internacionalmente. Suas artes são cheias de energia e tonalidades exuberantes. Segundo ele, as obras dentro e fora do mercado são inspirações que refletem exatamente as questões históricas e estéticas do local, que trazem as cores vivas da Amazônia.

“Participar com a composição dessa obra representa dois fatores: histórico e estético, principalmente como profissional, que lida com a comunicação visual. Eu nasci aqui, frequentei este lugar desde moleque, vivi quase que diariamente. É um projeto arquitetônico muito bonito e moderno, bem atual, que está sendo revitalizado pela gestão do prefeito Clécio, uma bela iniciativa e que tive o prazer de ser convidado para compor o cenário, que, para mim, significa ápice da carreira profissional como artista”, enfatizou.

Atualmente, Ralfe mora em Brasília (DF) e veio a Macapá especialmente a convite da Prefeitura de Macapá. O artista visitou nesta quarta-feira, 18, o novo Mercado Central, que está sendo revitalizado com recursos de emenda parlamentar do senador Randolfe Rodrigues, no valor de R$ 2,5 milhões, e mais R$ 1,2 milhão de contrapartida do Município de Macapá.

Ralfe ressaltou ainda que ter obras retratadas no mercado será um dos seus principais cases que irá compor seu portfólio. “Elaborar a programação visual e o conceito estético do novo Mercado Central é, sem dúvida, uma realização de qualquer profissional. Estamos fazendo algumas adaptações de formato para ter um melhor posicionamento para as pessoas terem uma maior visibilidade. Estou feliz em contribuir com meu trabalho em um ambiente tão importante, tanto para minha vida quanto para o artista e amapaense que sou”, frisou Ralfe.

Curiosidades

A escultura que está bem em frente ao mercado e tem despertado olhares curiosos da população macapaense também foi criada por Ralfe. Como o artista frisa, a primeira coisa que se busca na concepção de uma obra artística são símbolos, marcas, objetos que tenham uma simbologia para o projeto. “Eu, visitando certa vez aqui e estudando a concepção do projeto, olhei para cima e percebi que havia uma roseta na fachada, e essa roseta me chamou atenção desde criança. Quem criou ela usou esse símbolo que se usava muito na arquitetura da época, pois sua criação foi em 1953. É uma marca registrada da própria arquitetura, nada mais justo, óbvio e mais natural do que usar essa roseta como marca e símbolo do mercado, que está representado na escultura”, explicou o artista.

Lilian Monteiro

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: