Inflação para famílias com renda mais baixa ficou em 0,55% em janeiro

Grupo alimentação puxou o aumento, diz FGV

O Índice de Preços ao Consumidor – Classe 1 (IPC-C1), que mede a variação da cesta de compras para famílias com renda até 2,5 salários mínimos, registrou inflação de 0,55% em janeiro deste ano. A taxa é inferior à observada em dezembro do ano passado (0,93%), segundo dados divulgados hoje (5) pela Fundação Getulio Vargas (FGV).

Com isso, o indicador acumula taxa de inflação de 4,55% em 12 meses. A taxa de janeiro do IPC-C1 (0,55%) ficou abaixo da registrada pelo Índice de Preços ao Consumidor – Brasil (IPC-BR), que mede a variação da cesta de compras para todas as faixas de renda e que ficou em 0,59% no mês.

Por outro lado, o acumulado de 12 meses do IPC-C1 (4,55%) ficou acima do registrado pelo IPC-BR (4,13%).

Veja também:

Marmita é saudável e ajuda a economizar, veja dicas de preparo

Dia Mundial de Combate ao Câncer: médicos recomendam atividade física

Em janeiro, sete das oito classes de despesas do IPC-C1 tiveram inflação: alimentação (0,83%), despesas diversas (0,16%), transportes (0,5%), saúde e cuidados pessoais (0,29%), habitação (0,37%), educação, leitura e recreação (2,48%) e comunicação (0,15%).

A classe de despesa vestuário foi a única que registrou deflação (queda de preços): -0,24%.

EBC

Para adquirir o e-book "Fotografia da Amazônia" basta contactar o fotógrafo pelo WhatsApp no (96) 3333-4579. A coletânea está no valor de R$ 30.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: