Comer chia todos os dias é um caminho sem volta; veja o que acontece

Descubra quais são os efeitos que as sementes de chia causam em seu organismo, especialmente se fizer o consumo correto diariamente.

As sementes de chia se tornaram um dos alimentos mais procurados por pessoas que querem perder peso ou ter uma alimentação mais saudável e regrada. Estrela das dietas no mundo inteiro, esses sementinha fazem sucesso por vários motivos. No entanto, você sabe o que acontece com seu corpo se você ingerir muito desse ingrediente ao longo do tempo?

Veja também: Adeus artérias entupidas: 7 alimentos que são tiro e queda para a circulação

O que acontece se você comer sementes de chia todos os dias?
Vale destacar que a fama das sementes de chia se deve ao seu alto teor de ácidos graxos, como o ômega-3 e o ômega-6. Além disso, elas possuem o dobro de proteínas do que outras sementes apresentam. A chia é rica em antioxidantes, fibras e alguns minerais importantes para o organismo.

O International Journal of Molecular Sciences aponta que a chia previne a constipação e melhora a diversidade da flora intestinal. Mais do que isso, ela reduz a inflamação muscular após exercícios intensos e ajuda a diminuir a sensação de apetite.

Também dá para destacar seus efeitos benéficos sobre diabetes, colesterol, hipertensão, seu potencial antioxidante, suas propriedades laxantes e anti-inflamatórias, entre outras. Tudo isso foi cientificamente comprovado, de acordo com uma revisão de estudos publicada no Journal of Food Science and Technology.

Da mesma forma, é necessário enfatizar que com 30 gramas de chia, obtém-se 20% da quantidade recomendada de cálcio (mineral fundamental para manter a estrutura óssea). Em outras palavras, o que não faltam são qualidades dessa semente.

Consuma com moderação
Embora as sementes de chia tenham propriedades impressionantes, elas não devem ser consumidas em excesso, pois isso retarda seus benefícios.

Se uma pessoa consumir essas sementes todos os dias, o portal Atida Mi Farma aponta que, devido à alta quantidade de fibras, podem aparecer problemas digestivos como inchaço, inflamação, doença de Crohn e gases. Além disso, o excesso de chia não permite uma absorção adequada de nutrientes como o ferro.

Veja mais no site Edital Concursos

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: